- Publicidade -
21.9 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Alcoa avança nos testes de aplicação de resíduos junto à indústria cimenteira

- Publicidade -
O material usado pela InterCement é resultado da implantação do filtro prensa, que retira até 70% da umidade do resíduo, permitindo o seu empilhamento a seco, transporte e utilização como insumo de outras indústrias (foto: divulgação Alcoa)

A Alcoa, referência global na produção de alumínio, acaba de concluir, em parceria com a InterCement, uma das maiores produtoras de cimento e derivados do país, um teste para a utilização dos resíduos de bauxita como insumos na indústria cimenteira. Os resultados positivos contribuem para a economia circular, a gestão consciente de resíduos e a sustentabilidade dos negócios de ambas as companhias. 

O teste, realizado entre setembro e dezembro de 2023 com 9 mil toneladas de resíduos de bauxita, transportadas da Alcoa Poços de Caldas (MG) até a unidade da cimenteira em Cezarina (GO), gerou um cimento com as mesmas composições e propriedades técnicas de um cimento padrão de mercado, substituindo parte da matéria-prima utilizada na produção do clínquer, com respaldo do International Aluminium Institute (IAI) e da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

- Publicidade -

“A gestão de resíduos é um desafio global e de todo o setor minerometalúrgico, que exige soluções cada vez mais inovadoras e sustentáveis. Apesar do desafio, a parceria com a InterCement foi essencial para a realização de um teste industrial e de grande magnitude, comprovando que a utilização do resíduo de bauxita na indústria cimenteira é uma aplicação tecnicamente viável para o setor”, comenta Livia Mello, gerente de Utilização do Resíduo de Bauxita.

É importante ressaltar que o material usado pela InterCement é resultado da atuação do filtro prensa, tecnologia referência em inovação para a indústria do alumínio, que retira até 70% da umidade do resíduo, permitindo o seu empilhamento a seco, transporte e utilização como insumo de outras indústrias. Com investimento de R$ 300 milhões, o equipamento foi instalado na Alcoa Poços de Caldas em 2022. 

- Publicidade -

“Esse projeto desafiador é um exemplo prático de como acreditamos na gestão consciente de resíduos para fortalecer a economia circular. Estamos falando de ganhos ambientais, que não se restringem apenas a Alcoa, mas podem se tornar realidade para todo o setor, que trabalha em soluções inovadoras para a descaracterização das suas barragens”, explica Rodrigo Giannotti, gerente da Refinaria e de Áreas de Resíduos de Bauxita (ARBs) da Alcoa Poços de Caldas.  

Sobre a Alcoa Poços de Caldas

A unidade de Poços de Caldas (MG) é o marco inicial da história da Alcoa no Brasil, em 1965. Com 1.047 funcionários (entre diretos e contratados), a unidade foca em pesquisa, desenvolvimento e aplicações que têm o potencial de transformar a indústria do alumínio.

- Publicidade -

Dedicada à produção de alumina, lingotes, tarugos e pó de alumínio, a planta destina para o mercado nacional e global produtos com baixa emissão de carbono que levam o selo EcoSource. Conforme a estratégia de atuação responsável da Alcoa, a unidade adota medidas para ampliar seu legado positivo.

Não por acaso, em Poços de Caldas foi instalado o primeiro equipamento de filtração na Refinaria da Alcoa no Brasil, mudando a disposição do resíduo de bauxita de úmido para seco – tecnologia referência para a indústria do alumínio, trazendo inovação e sustentabilidade para o processo.

Ao mesmo tempo, o Parque Ambiental comprova, há 30 anos, a seriedade do compromisso da Alcoa com a recuperação de áreas mineradas, tendo a primeira trilha do estado de Minas Gerais em área reabilitada com mata nativa, sendo um espaço de educação ambiental e engajamento social. 

Para saber mais sobre a Alcoa, acesse este link.



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -















Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!