- Publicidade -
24.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Projeto aprovado pela Câmara cria o Programa “Cãoterapia”

- Publicidade -
Projeto aprovado pela Câmara cria o Programa “Cãoterapia”
Cãoterapia na Santa Casa de Poços (Foto Santa Casa)

Nesta semana, a Câmara de Poços aprovou o Projeto de Lei n. 39/2024, que institui em âmbito municipal o Programa “Cãoterapia”. A iniciativa visa proporcionar atendimento a adultos e crianças com auxílio de cães, devidamente adestrados, como instrumento facilitador de abordagem e de estabelecimento de terapias. Contribuindo nos processos psicoterapêuticos, de socialização e de tratamentos de pacientes, no que couber. A matéria é de autoria dos vereadores Luzia Martins (PDT) e Douglas Dofu (União).

Rede pública

O Cãoterapia dará tratamento à população assistida pela rede pública municipal nas áreas da saúde, educação e assistência social, promovendo o bem-estar geral. Assim, o programa tem como objetivos humanizar o ambiente hospitalar, contribuindo para o conforto e a recuperação dos pacientes; motivar o processo de ensino-aprendizagem; estimular o contato físico, as atividades lúdicas e a interação social. E ainda auxiliar no processo de inclusão, socialização e na expressão de afeto e respeito, como também proporcionar o desenvolvimento das habilidades sociais, responsabilidade e autonomia.

- Publicidade -

Benefícios aos animais

Para os animais, os benefícios são amenizar a solidão e traumas daqueles resgatados de denúncias de maus-tratos, atropelamentos e outras situações emergenciais, oferecendo-lhes uma oportunidade de reabilitação e socialização. Além de aumentar a visibilidade dos animais para fomentar a adoção consciente e responsável. Porém, a participação desses animais em atividades no âmbito das instituições públicas municipais está sujeita às seguintes condições: os cães a serem utilizados na atividade devem apresentar aptidão para o trabalho de facilitação terapêutica, com características adequadas, como de índole pacífica e temperamento equilibrado, domesticado. E ainda estar em perfeito estado de saúde e apresentar anuência expressa do profissional responsável pelo atendimento do usuário.

Terapia

No Projeto de Lei, os vereadores ressaltam que programas como o Cãoterapia e a Terapia Assistida por Animais têm conquistado cada vez mais espaço, apoiando as pessoas em tratamento médico ou psicológico e propiciando carinho e atenção as que necessitam. “A ciência vem comprovando que a terapia com o cão pode auxiliar na redução da frequência cardíaca, relaxamento corporal e equilíbrio respiratório. Nesse sentido, o Cãoterapia, além de possibilitar o atendimento às crianças e adultos, pois ajuda a diminuir o estresse, a tristeza e a ansiedade dos pacientes, estimula a socialização e a integração com a família, com a equipe multidisciplinar e também com outros pacientes”, diz Luzia Martins.

- Publicidade -

Escola

Dessa forma, no ambiente escolar o programa auxilia no tratamento psicológico para os estudantes com dificuldade de aprendizagem ou não, torna o ambiente mais alegre e proporciona momentos de relaxamento e união entre os colegas, além de proporcionar facilidades nos aspectos inclusivos e inter-relacionais. “Acreditamos que esse projeto pode ser extremamente benéfico para todos, pois cria vínculo, estimula processos de aprendizagem, interação, dentre outros benefícios. Precisamos estabelecer relações mais afetivas, com mais cuidado e amor. Além disso, buscamos aumentar a visibilidade dos animais para fomentar a adoção consciente e responsável. Se cuidarmos do meio ambiente, dos animais, estamos cuidando também de nós, humanos”, ressalta o vereador Douglas Dofu.

O Projeto de Lei aprovado pela Câmara foi encaminhado ao Executivo para sanção e publicação no Diário Oficial. O documento está disponível para consulta no endereço www.pocosdecaldas.mg.leg.br.

- Publicidade -

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!