- Publicidade -
24.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Religioso é preso suspeito de crimes sexuais praticados por quase 20 anos

- Publicidade -

Um religioso de 68 anos foi preso em uma operação conjunta das Polícias Civis de Minas Gerais e São Paulo na manhã desta quarta-feira (19). O homem estava foragido e é investigado por diversos crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes, por quase 20 anos, em São José da Barra, sul de Minas.

De acordo com a Polícia Civil de Minas, em 2021 três vítimas registraram boletins de ocorrência, motivando a instauração de inquérito. Durante as investigações, mais duas vítimas foram identificadas. Os crimes aconteceram por quase 20 anos, mais especificamente entre os anos de 2003 e 2021.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

A polícia apurou ainda que o investigado tinha acesso às vítimas utilizando-se da função que exercia em uma igreja da cidade e da vulnerabilidade das pessoas.

Com a prisão, o religioso vai responder por estupro de vulnerável contra cinco vítimas, por diversas vezes.

- Publicidade -

Os crimes

Ainda de acordo com as investigações, em alguns casos, o suspeito atraía as vítimas, amigas de suas netas, para sua residência. Em outras situações, ele utilizava de eventos da igreja para abusar sexualmente das crianças e adolescentes.

Conforme narrado por testemunhas e vítimas, assim que o investigado tomou conhecimento sobre as denúncias, teria fugido para São Paulo, onde foi preso nesta manhã.

- Publicidade -

Mais vítimas

Diante da possibilidade de que o suspeito tenha feito outras vítimas, além das identificadas, a Polícia Civil de Minas Gerais orienta que aqueles que tenham conhecimento de fatos relacionados ao crime devem comparecer à Delegacia de Polícia em Alpinópolis, localizada na praça Osvaldo Américo dos Reis, 103, centro, e denunciar os fatos.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!