- Publicidade -
24.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Precisa andar sozinha à noite? Veja como se sentir mais segura

- Publicidade -
Precisa andar sozinha à noite? Veja como se sentir mais segura
imagem ilustrativa

Pesquisa revela a extensão da violência contra mulheres

Uma pesquisa realizada pelos instituto Patrícia Galvão e Locomotiva, em parceria com a Uber, revelou que 74% das mulheres brasileiras já enfrentaram algum tipo de violência ao se deslocarem pelas cidades. As formas mais comuns de assédio incluem cantadas e olhares insistentes, relatadas por 60% das entrevistadas. Além disso, 32% mencionaram sequestro-relâmpago, 27% enfrentaram importunação sexual, 17% relataram discriminação e 14% racismo. Agressão física e estupro foram reportados por 12% e 7% das mulheres, respectivamente.

Vulnerabilidade nos deslocamentos a pé

As mulheres que caminham são as mais vulneráveis: 55% das vítimas de sequestro-relâmpago, 56% das vítimas de racismo e 50% das que foram estupradas estavam a pé quando o incidente ocorreu.

- Publicidade -

Para se proteger, 94% das mulheres evitam lugares escuros, 89% evitam sair à noite e 86% pedem para alguém esperá-las ou aguardam notícias de sua chegada. O medo de enfrentar violência durante deslocamentos é uma preocupação para 97% das mulheres, embora 55% saiam de casa pelo menos cinco vezes por semana e 34% façam isso diariamente.

A maioria das saídas (87%) ocorre pela manhã, mas 59% das mulheres também se deslocam à noite e 8% na madrugada. A segurança é a principal preocupação para 88% das mulheres, seguida pelo tempo (77%) e custo (72%). A pesquisa entrevistou 1,6 mil mulheres maiores de 18 anos em todo o Brasil entre setembro e outubro de 2023.

- Publicidade -

Dicas de segurança para mulheres

Ações que podem aumentar a segurança das mulheres

  • Prefira rotas bem iluminadas e movimentadas: Opte por caminhos com boa iluminação e fluxo de pessoas, evitando áreas escuras e desertas.
  • Compartilhe sua localização: Informe amigos ou familiares sobre seu trajeto e previsão de chegada usando aplicativos de compartilhamento de localização.
  • Seja cautelosa em horários de menor movimento: Procure caminhar acompanhada durante a noite. Se não for possível, mantenha-se alerta ao seu redor.
  • Mantenha-se atenta ao ambiente: Evite o uso de fones de ouvido ou celular que possam distraí-la enquanto caminha.
  • Leve dispositivos de segurança pessoal: Considere portar um apito, spray de pimenta ou outro dispositivo de autodefesa.
  • Informe sobre falhas na iluminação pública: Notifique as autoridades sobre postes de luz quebrados ou áreas mal iluminadas.
  • Aprenda autodefesa: Participar de aulas de autodefesa pode aumentar sua confiança e fornecer habilidades práticas para se proteger.

 

- Publicidade -

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!