- Publicidade -
10.9 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

PM de Minas e São Paulo prendem criminoso da lista dos mais procurados

- Publicidade -
PM de Minas e São Paulo prendem criminoso da lista dos mais procurados
Sejusp-Divulgação

Um novo criminoso da lista dos mais procurados de Minas Gerais foi preso – o nono de 12 alvos do programa Procura-se. Rogério Soares de Oliveira, conhecido como “Negão”, estava escondido em um apartamento da capital paulista e teve a prisão durante operação conjunta entre Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e a Polícia Militar de São Paulo. A ação foi no último sábado (25).

Rogério possuía mandado de prisão em aberto e condenação superior a 20 anos. Ele foi um dos autores do crime de levou à morte o sargento da Polícia Militar de Minas Fabrício Renato Vaneli, em Ilicínea, no sul do estado, em 2017.

- Publicidade -

O criminoso e comparsas realizavam um roubo a um correspondente bancário quando o militar, que tinha acabado o turno e estava ainda de farda no local pagando uma conta, foi atingido pelo grupo. O militar, de 38 anos, ainda tentou escapar dos criminosos, mas foi baleado pelas costas. Além do latrocínio, Rogério já teve condenação por roubo e por homicídio.

Procura-se

Nesta edição do Procura-se, nove dos 12 alvos já foram encontrados em apenas nove meses, desde o lançamento da última lista. Wesley Militão foi preso em Cabo Frio; Gilcimar da Silva, em São Paulo; Felipe Augusto Rodrigues Silva, no Rio de Janeiro; David Benedito dos Santos Neto, morto após confronto com traficantes, também no Rio; Roberto Carlos Paranhos, morto em confronto policial; Jackson da Conceição da Silva, preso em Belo Horizonte; Eduardo Lourenço, no Complexo da Maré, Eberton Moraes, no interior de São Paulo e, agora, Rogério Soares de Oliveira, com a detenção em um apartamento em São Paulo (SP).

- Publicidade -

Vale ressaltar que, nas cinco edições anteriores do Procura-se – em 2011 (duas listas), 2012, 2017 e 2021 – houve prisão de 51 dos 62 alvos. Já no somatório geral de todas as seis listas, dos 74 criminosos na divulgação, houve a localização de 60 deles até o momento, o que representa 81% de efetividade do programa.

O Procura-se tem coordenação da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em parceria com a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Penal, o Sistema Socioeducativo, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O objetivo é a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, a partir de ações das polícias, das Agências de Inteligência e da participação do cidadão, por meio de denúncias ao Disque Denúncia Unificado 181. Além da prisão, a divulgação dos alvos em cartazes e também de forma virtual traz o benefício de inibir a circulação dos criminosos listados.

- Publicidade -

Mais informações sobre os últimos três procurados estão em www.procurase.seguranca.mg.gov.br.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!