- Publicidade -
14.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Segunda quinzena de maio tem previsão de alívio nas altas temperaturas

- Publicidade -
Segunda quinzena de maio tem previsão de alívio nas altas temperaturas
Foto Wesley Santos-Divulgação

Nas últimas semanas ocorrem dois padrões distintos no Brasil: atuação de uma forte onda de calor no centro-sul e eventos extremos de precipitação no Sul. O estado do Rio Grande do Sul registrou 116 mortes por causa dos temporais que atingem a região desde 29 de abril.

As temperaturas vão finalmente cair?

Isso tudo acontece devido à presença de um bloqueio atmosférico, que consiste em uma massa de ar seco associada a uma região de alta pressão atmosférica, que impede o avanço de massas de ar frio e chuvas na porção centro-sul do país. Assim, o tempo sobre o Centro-Oeste e Sudeste tende a ficar bastante ensolarado e quente.

- Publicidade -

Um dos fatores climáticos que contribuem para a manutenção desses cenários distintos é a Temperatura de Superfície do Mar (TSM) no Atlântico tropical, além de favorecer a formação de chuva no litoral norte do Nordeste. Atualmente, a anomalia de TSM do Oceano Atlântico tropical é de +1.5°C, e deve permanecer aquecido até meados do inverno austral, quando as águas tendem a esfriar gradualmente.

Frio

Mas, de acordo com as recentes atualizações dos modelos climáticos, uma frente fria deve conseguir avançar pelo centro-sul do Brasil a partir da próxima semana, trazendo um alívio nas temperaturas em partes do centro-sul.

- Publicidade -

Já na madrugada de quarta-feira (15), as mínimas podem chegar a valores abaixo de 10°C em grande parte do Sul e de maneira pontual no Sudeste, entre São Paulo, Rio de Janeiro e Espirito Santo. Mas por outro lado, as altas temperaturas devem permanecer na região Centro-Oeste do país, com termômetros chegando próximo dos 40°C.

Chuvas elevadas no Sul e pouca chuva no centro-norte

Em relação à precipitação, o modelo de confiança da Meteored Brasil, o ECMWF, mostra uma tendência de chuvas elevadas entre 13 e 20 de maio no norte do Rio Grande do Sul, centro-leste de Santa Catarina e parte do Paraná e São Paulo. Na porção central do país, a expectativa é de pouca ou nenhuma chuva, diferente do litoral norte do Nordeste, onde são esperadas chuvas elevadas durante a próxima semana.

- Publicidade -

Na semana seguinte, entre 20 e 27 de maio, o modelo prevê um padrão semelhante para à porção central do Brasil. Pouca ou nenhuma chuva. No Sul, ainda são esperadas chuvas elevadas. Mas com anomalias inferiores às previstas na semana anterior, em praticamente todo Rio Grande do Sul, leste de Santa Catarina e Paraná.

É válido lembrar que quanto maior a extensão da previsão, menor será sua assertividade. Ou seja, há uma diminuição da confiabilidade do modelo. Por isso, seguiremos atentos às futuras atualizações do modelo nas próximas semanas.

(Fonte: tempo.com)

 

Mais notícias

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!