- Publicidade -
19.5 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Poços registra saldo positivo de empregos em março

- Publicidade -
Poços registra saldo positivo de empregos em março
imagem ilustrativa

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério do Trabalho e Previdência, Poços de Caldas teve um fevereiro com saldo positivo de 250 postos de trabalho (2.772 admissões e 2.522 desligamentos). Assim, Poços segue com um estoque 52832 vagas.

Nos serviços informais, os aprendizes positivaram com 105 vagas, intermitentes, 13 e estrangeiros, 6. Trabalhos temporários ficaram negativos em -24.

- Publicidade -

Setores

O setor de Serviços foi o que se destacou no mês de fevereiro, com 130 postos de trabalho, seguido do Comércio (88), da Indústria (60) e da Agropecuária (11). Construção civil negativou em -39 vagas.

Homens e mulheres

Homens e mulheres positivaram nos postos de trabalho em fevereiro: 141 e 109, respectivamente. Os aprendizes conseguiram 25 vagas e as aprendizes 80. O trabalho intermitente positivou para homens (12) e mulheres (1). Nos temporários, homens conseguiram 3 vagas e as mulheres negativaram em -27. Entre os estrangeiros, 1 homem e 5 mulheres conseguiram novos postos de trabalho.

- Publicidade -

Regiões

Todas as regiões do país tiveram saldo positivo na geração de emprego no mês passado, sendo que houve aumento de trabalho formal em 25 das 27 unidades da federação. Alagoas e Sergipe registraram mais desligamentos que admissões, com saldo negativo de 9.589 postos (-2,2%) e 1.875 postos (-0,6%), respectivamente.

Dessa forma, em termos relativos, entretanto, os estados com maior variação na criação de empregos em relação ao estoque do mês anterior são Acre, com a abertura de 1.183 postos, aumento de 1,13%; Goiás, que criou 15.742 vagas (1,02%); e Piauí, com saldo positivo de 3.015 postos (0,86%).

- Publicidade -

Em termos absolutos, as unidades da federação com maior saldo no mês passado foram São Paulo, com 76.941 postos (0,6%); Minas Gerais, com 40.796 vagas criadas (0,9%); e Rio de Janeiro, com a geração de 22.466 postos (0,7%).

(com informações da Agência Brasil)

Leia também



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!