- Publicidade -
19.5 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Programação cultural da Festa de São Benedito tem início em 3 de maio

- Publicidade -
Programação cultural da Festa de São Benedito tem início em 3 de maio
Foto Lavínia Du Valle

Em Poços de Caldas, maio é mês de São Benedito! A partir do dia 1º, a cidade realiza mais uma edição da centenária festa, com programação religiosa e cultural, barracas de comidas típicas das paróquias e parque de diversões, na praça Coronel Agostinho Junqueira.

Congos e caiapós

A programação cultural da festa, que inclui a celebração do Dia de Santa Cruz, a Retirada dos Caiapós do Mato e os festejos solenes do dia 13 de maio, tem início dia 3, com realização da Associação dos Ternos de Congos e Caiapós de Poços de Caldas, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura.
A presidente da Associação Eduarda Carimba ressalta que os Ternos de Congos já iniciaram os preparativos para os festejos deste ano com muita fé e devoção. Integram a entidade os Ternos São Benedito, Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora do Carmo, Santa Efigênia, Santa Bárbara e São Gerônimo e Nossa Senhora da Saúde, além do Grupo de Caiapós do São José.

- Publicidade -

Cultural

Assim, a programação cultural da Festa de São Benedito tem início às 19h, na capela de Santa Cruz. Anualmente, a 3 de maio, os Ternos de Congos realizam a cerimônia de abertura da capela de Santa Cruz. Nas imediações do Complexo Santa Cruz, no bairro dos Funcionários. Há a tradicional bênção dos mastros, seguindo em cortejo até a igreja de São Benedito, onde os mastros são hasteados.
Já dia 11 de maio, acontece a também tradicional Retirada dos Caiapós do Mato, às 15h, na Fonte dos Amores. Ainda na mesma data, é celebrado o Dia Municipal do Caiapó. O evento resgata o encontro entre negros e indígenas. Teatralmente, a retirada representa o encontro de um grupo de caiapós, remanescente de 1905 do bairro Vila Cruz, com os Ternos de Congo.
Dia 13 de maio, feriado do Dia da Festa de São Benedito, haverá missa solene presidida pelo bispo diocesano Dom José Lanza. Com a participação dos Ternos de Congos e Caiapós, na capela de São Benedito, às 10h. Já às 16h, a procissão de São Benedito, também com a participação dos Ternos de Congos e Caiapós, percorre as ruas da região central da cidade. Retorna depois à capela encerrando a programação cultural e religiosa.

História

Tradição centenária na cidade, os Ternos de Congos são a expressão máxima da Festa de São Benedito. Sua realização data ao menos de 1904, primeiro registro preservado que garante a sua execução, ainda na então Freguesia da Nossa Senhora da Saúde das Águas de Caldas. A Festa de São Benedito, portanto, é registrada como bem imaterial desde 2020.
Desse modo, os tambores reverenciam a fé e a devoção do povo ao Santo Negro, marca do sincretismo tão característico da cultura mineira. Segundo o Dossiê de Registro do Bem Imaterial Festa de São Benedito de Poços de Caldas, elaborado pela Divisão de Patrimônio Construído e Tombamento, “o Congado é uma dança que lembra a coroação do Rei Congo e da Rainha Ginga de Angola, acompanhado de um cortejo compassado, levantamento de mastros e música. Esta manifestação cultural e religiosa, de influência africana, ocorre em algumas regiões do Brasil, tendo por temas a devoção a São Benedito e o encontro da imagem de Nossa Senhora do Rosário”. Em Poços de Caldas, a tradição está ligada também aos Grupos de Caiapós, irmanados aos negros.
Dessa forma, os festejos têm encerramento no dia 13 de maio, feriado municipal do Dia da Festa de São Benedito. Isso por conta da data de aniversário do Coronel Agostinho José da Costa Junqueira, nascido a 13 de maio de 1846. Ele fez a doação do terreno para a construção da capela de São Benedito, com a ajuda de fiéis, em agradecimento a uma graça por intermédio do santo. Coronel Agostinho Junqueira nomeia a praça em frente à igreja.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!