- Publicidade -
8.8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Prefeito não assina Acordo Coletivo e Sindserv faz nota de repúdio

- Publicidade -
Prefeito não assina Acordo Coletivo e Sindserv faz nota de repúdio
Divulgação

O Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Poços de Caldas (Sindserv) foi às redes sociais divulgar uma nota de repúdio diante do fato de o prefeito municipal Sérgio Azevedo ter se recusado a assinar o Acordo Coletivo 2024/2025.

De acordo com as informações, as cláusulas sociais já estavam pacificadas durante as negociações e “adiar a assinatura é apenas uma tentativa de calar o Sindicato”.

- Publicidade -

“Tal atitude da administração municipal apenas reforça a maneira desrespeitosa com a qual os servidores municipais são tratados pela atual gestão. O prefeito está incomodado com a forma de atuação do Sindicato. Ele não sabe que o papel do Sindicato é fiscalizar e cobrar melhorias para os servidores. Acha que temos que concordar com tudo do jeito que ele quer, mas as coisas não funcionam assim”, diz a nota.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindicato, agora haverá a denúncia das cláusulas que não estão sendo cumpridas do Acordo Coletivo vigente, que foi assinado ano passado e que tem validade até 15 de setembro. “Várias cláusulas não estão sendo cumpridas, como, por exemplo, a eleição para diretores em CEIs. Está no acordo, mas não foi colocada em prática”.

- Publicidade -

O Acordo Coletivo firmado ano passado tem validade até o mês de setembro. Sendo assim, os servidores permanecerão resguardados enquanto a atual diretoria irá dar início ao calendário de luta que foi definido pela categoria na última Assembleia.

Mais informações aqui

- Publicidade -

Prefeitura

A reportagem do Poços Já entrou em contato com a prefeitura e ainda estamos aguardando retorno. Esta matéria pode ser atualizada.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!