- Publicidade -
8.8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Flipoços disponibilizará material em braile produzido em Portugal

- Publicidade -
Flipoços disponibilizará material em braile produzido em Portugal
Divulgação

De 27 de abril a 5 de maio, Minas Gerais sedia um dos maiores encontros de literatura de língua portuguesa, o 19º Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços). Com uma programação de alto nível e o compromisso de mais de 16 anos na promoção sistemática do intercâmbio cultural com Portugal. Nesta edição, o evento amplia as ações voltadas à inclusão através de uma parceria com a Escola Politécnica de Leiria. Isso propiciará a integração de portadores de necessidades especiais à programação.
Conforme a curadora do Flipoços Gisele Ferreira, ações de acessibilidade sempre foram uma preocupação do Festival. Porém, este ano a colaboração do Centro de Recursos para a Inclusão Digital de Leiria (Crid) fez toda a diferença. Foi confeccionado um material inclusivo impresso, produzido na escola portuguesa e direcionado aos portadores de necessidades especiais. Ele contém todos os pictogramas de acessibilidade. Esse material, portanto, estará disponibilizado desde o primeiro dia do Festival e poderá ser retirado na tenda da secretaria da GSC.
“A inclusão e a democratização do acesso sempre receberam atenção especial do Flipoços. Assim, nesta edição, contaremos com esta importante parceria com a Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria, que foi possível graças à relevância do Flipoços em seu trabalho de lusofonia. Este é um diferencial muito importante do nosso Festival, que vem, inclusive, sendo reconhecido internacionalmente por essa característica. Contarmos com um material gráfico em libras, que traz pictogramas, que possibilitará que pessoas com todos os tipos de deficiências acessem a programação e o conteúdo do nosso site. Por esse avanço, agradecemos ao professor Pedro Morouço, diretor da Escola, à coordenadora Célia Sousa e toda equipe do Crid”, disse.

Leiria

O Crid do Politécnico de Leiria é referência internacional na área da inclusão, detendo um know-how único em trabalhos em prol da sociedade. Da mesma forma, o centro criou a primeira biblioteca braile no Ensino Superior de Portugal, adapta regularmente obras literárias para braile e criou o primeiro guião multiformato ao nível mundial para o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, também conhecido por Mosteiro da Batalha. Dotou todos os espaços de restauração da praça Rodrigues Lobo, espaço histórico e emblemático de Leiria, com ementas multiformato, e desenvolveu os folhetos inclusivos do Itinerário Jubilar de Fátima em 2017. A iniciativa teve reconhecimento do papa Francisco por uma carta de agradecimento pelo trabalho desenvolvido em prol das pessoas com deficiência. Em mais um trabalho especialmente dedicado ao Flipoços 2024, o Centro também produziu, em Portugal, um vídeo institucional sobre o evento com tradução em libras. O vídeo está neste link: https://www.youtube.com/watch?v=4_Bjyavyl0E

- Publicidade -

https://pocosdecaldas.mg.gov.br/wp-content/uploads/2024/04/WhatsApp-Video-2024-04-11-at-11.54.53.mp4




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!