- Publicidade -
15.8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Poços de Caldas poderá ter Museu da Imigração Italiana

- Publicidade -


O prefeito Sérgio Azevedo recebeu, na manhã desta segunda-feira (4), representantes do Museu de Gênova em seu gabinete. Paolo Masini, presidente do Museo Nazionale dell’Emmigrazione Italiana (MEI) e Pierangelo Campodonico, diretor do MEI e do Galata-Museo del Mare de Genova, estão no Brasil participando de diversos eventos em comemoração aos 150 anos da imigração italiana no país e encerram a agenda de compromissos em Poços de Caldas.
A comitiva está sendo ciceroneada por integrantes do Círculo Ítalo-brasileiro no Sul de Minas, que tem como presidente Elaine Piva. Durante a reunião no gabinete do prefeito, foi assinado um Termo de Cooperação entre o município de Poços de Caldas, o Círculo Ítalo-brasileiro do Sul de Minas e o Museu de Emigração Italiana, visando ao início de um projeto de colaboração técnico-científica para a implantação do Museu da Imigração Italiana em Poços.
O local indicado para abrigar o museu seria o Country Club, que possui edificações ocupadas por duas secretarias municipais, que serão transferidas para o Paço Municipal. Ao Círculo Ítalo-brasileiro no Sul de Minas caberá o levantamento de todo o acervo que irá compor o museu.
“A cultura italiana é muito forte na cidade e devemos perpetuar toda esta memória, da história que esses imigrantes ajudaram a construir. Devemos preservar todo este legado que deixou marcas indeléveis na cultura do nosso povo”, ressaltou o prefeito.
Para Elaine Piva, a visita dos representantes do Museu de Gênova a Poços é um marco significativo para que o projeto do museu local se torne realidade. A agenda local dos representantes italianos incluiu visitas a locais históricos, como a Fazenda Santo Aleixo e às cristalerias, onde se preserva o modo de confecção dos cristais como na Ilha de Murano, na Itália.
O Círculo Ítalo-Brasileiro do Sul de Minas é uma entidade sem fins lucrativos com 12 anos de existência, que promove reuniões e eventos para o fortalecimento das tradições. Segundo informações da diretoria, em Poços de Caldas e cidades próximas possuem de 30 a 40 mil descendentes de italianos, constituindo-se na segunda maior colônia em Minas Gerais.
Participaram do encontro no gabinete do prefeito os representantes do Círculo Ítalo Brasileiro do Sul de Minas: Elena Blasi secretária, Victor Marchesi e Wanderson Araújo, conselheiros fiscais e Maria Rita Silveira de Paula Amoroso, Dra em Patrimônio pela Unicamp, pesquisadora e presidente do Cicop.Net Brasil ligado ao Ccicop Italia Onlus International Center for the Conservation of Architectural Heritage. O encontro contou ainda com as presenças dos secretários Paulo Ney (Governo), Israel Pereira (Turismo), Donizetti Albino (Comunicação) e Ana Alice de Souza (Administração).




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!