- Publicidade -
16.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Cardiologista de Poços refaz os passos de seus antepassados na Itália

- Publicidade -
Ricardo Bergo recebeu certificado de amizade da Associação Filistina (divulgação)

Uma tarde em busca de suas raízes. Ricardo Bergo, cardiologista de Poços de Caldas, pisou em Cavanella d’Adige, 135 anos depois que seu tataravô, Rinaldo, deixou Gênova rumo à América do Sul junto com sua família: seu filho Agostino, nascido em Cavanella em 1879. Dr. Ricardo está acompanhado de sua esposa Luciana e dos filhos Maria Carolina e Rafael.

O médico, apaixonado pela genealogia da sua própria família, teve a oportunidade de visitar brevemente o pitoresco centro de Chioggia e o arquivo histórico da cidade, onde pode consultar os registos da presença da sua família em Cavanella durante o período central do século XIX.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Vinda de Donada e Loreo, a família Bergo instalou-se na aldeia entre 1832 e 1833, cultivando as terras adjacentes à atual Corte Salasco e na zona de Le Motte; grande parte da linhagem de Domenico e Teresa Furlan permaneceu na região, estendendo-se também até Cavarzere, enquanto seu filho Rinaldo e seu sobrinho Domenico partiram, no final do século, para o Brasil, onde se estabeleceram e continuaram seu trabalho como colonos. Até subir na escala social nos últimos anos do século XX, justamente com a geração de Ricardo.

A família brasileira, auxiliada pela talentosa intérprete Linda Mazzi, conheceu então na região de Chioggia o grupo de leitura “Nel mar delle storie”, que realiza pesquisas sobre a migração veneziana para as Américas há mais de cem anos, contando ao experiência própria e disponibilizando alguns volumes sobre o assunto.

- Publicidade -

Depois da emocionante chegada a Cavanella, houve o encontro na praça com Francesco Bergo, um primo distante com quem o médico manteve contato nos últimos meses, e o percurso comum até ao Motte, em direcção a Cavana, onde os Bergos viveram e trabalharam. Segundo o censo austríaco da Lombardia-Veneto no ano de 1857.

Os brasileiros também visitaram a igreja paroquial de San Giorgio, com a pia batismal que iniciou seus ancestrais no catolicismo, até o convívio realizado no bar Vatik. Neste local, a associação de investigação histórica Filistina entregou a Ricardo Bergo um certificado da sua presença em Cavanella e da árvore genealógica que une as suas raízes aos habitantes locais. O pesquisador, visivelmente emocionado, prometeu voltar e compartilhar com seus familiares mais detalhes e descobertas.

- Advertisement -

(Texto do jornalista Enrico Veronese, do Arquivo Municipal de Chioggia, Veneza, Itália)

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!