- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Psicólogo tem prisão preventiva mantida e aguardará processo na unidade prisional de Uberlândia

- Publicidade -

O psicólogo Ailton Sebastião Cobra Filho, de 40 anos, teve a prisão preventiva mantida durante audiência de custódia na última terça-feira (14). A justiça determinou ainda que ele aguarde o processo na unidade prisional de Uberlândia.

Ailton foi preso no último dia 9, acusado de ter matado a esposa Tatiana de Lima Campana, também de 40 anos, e ferir a filha de apenas um ano, no apartamento em que moravam no Jardim Quisisana. Foi uma irmã do autor que interviu e conseguiu socorrer a criança e desarmá-lo.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Durante a audiência de custódia, além de manter a prisão preventiva, o juiz determinou que ele fosse encaminhado para uma unidade prisional fora de Poços de Caldas, uma vez que ele já foi funcionário do presídio local. A unidade designada foi Uberlândia.

A reportagem do Poços Já entrou em contato com os advogados de defesa do psicólogo, Karla Felisberto dos Reis e Carlos Eduardo de Cássio Ramos, para comentar sobre o caso, mas eles apenas confirmaram as questões relacionadas ao local de prisão e da manutenção da preventiva e alegaram que não falarão, neste momento, sobre o processo.

- Publicidade -

O inquérito policial que apura o crime deve ser concluído e encaminhado para o Ministério Público com as acusações, que deve ser por homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

Relembre o caso clicando aqui.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!