- Publicidade -
19.5 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Bibliotecas Públicas de Poços celebram 50 anos da tradicional Série Vaga-lume

- Publicidade -

A Ilha Perdida. Um cadáver ouve rádio. O Escaravelho do Diabo. O Caso da Borboleta Atíria. Zezinho, o dono da porquinha preta. Os Barcos de Papel. Um leão em família. Principal referência literária de pelos menos três gerações de crianças e jovens, a Série Vaga-lume completa 50 anos de lançamento em 2023. Para celebrar os sucessos que seguem impactando os jovens leitores de ontem e de hoje, o Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas de Poços inicia, nesta terça-feira (31), uma nova série de indicações de leitura.

- Publicidade -

A Coleção Vaga-lume foi lançada pela editora Ática em 1973. Voltada para o público infanto-juvenil, ela rapidamente se popularizou, principalmente por seu uso em escolas. A coleção conta com mais de 100 títulos em seu catálogo, divididos entre as séries Vaga-Lume e Vaga-Lume Jr., para leitores com faixa etária entre 10 e 20 anos. O último livro “Os Marcianos”, de Luiz Antônio Aguiar, foi publicado em 2021.

Seguindo uma fórmula imbatível de sucesso – livros escritos para o leitor jovem, com personagens jovens, se deparando com questões típicas da juventude – a série completou 50 anos mais atual do que nunca, formando e influenciando leitores e autores.

- Publicidade -

Para comemorar as cinco décadas de existência da coleção, o Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas de Poços de Caldas passa a divulgar, toda terça-feira, um autor da coleção com as indicações de livros disponíveis para empréstimos nas cinco unidades.

“Seguindo a nossa proposta de democratizar o acesso ao acervo bibliográfico e promover o livro, a leitura e a literatura, iniciamos nesta semana a nossa nova campanha de divulgação, desta vez com enfoque na Série Vaga-lume, que marcou gerações de jovens leitores. Inclusive a nossa primeira indicação – A Ilha Perdida – li na escola, quando cursava o Ensino Fundamental”, relembra a coordenadora das Bibliotecas Públicas Raissa de Melo.

- Advertisement -

Maria José Dupré
A primeira autora indicada é Maria José Dupré (Botucatu/SP, 1898 – Guarujá/SP, 1984). Filha de uma família de classe média, estudou música e pintura e, mais tarde, cursou a Escola Normal, já na capital paulista. Em 1922, casou-se com o engenheiro Leandro Dupré, que viria a incentivá-la a escrever seu primeiro conto, baseado numa história de família.

Sua carreira literária começou em 1939, quando publicou o conto “Meninas tristes” no suplemento literário d’O Estado de S. Paulo. Em 1941, chegou às livrarias seu primeiro romance, O Romance de Teresa Bernard, publicado pela editora Civilização Brasileira. O livro foi um sucesso e sua primeira edição esgotou rapidamente. Em 1943, publicou Éramos Seis, livro que alçou seu nome ao estrelato.

Obras
A Ilha Perdida
Uma ótima oportunidade para crianças já crescidinhas e adolescentes, A Ilha Perdida também é uma boa sugestão de leitura para adultos para este final de semana. Publicada originalmente em 1944, a obra passou a integrar a célebre Coleção Vaga-lume a partir de seu lançamento, em 1973.

A trama do livro se desenvolve a partir da grande aventura vivida por Henrique e Eduardo, dois meninos da cidade que costumavam passar suas férias em uma fazenda no interior do estado de São Paulo. Assim que chegam ao lugar, os dois personagens saem em busca de aventuras e ficam conhecendo a lenda a ilha perdida, bem no coração do Rio Paraíba. Este clássico da literatura juvenil brasileira narra, então, as peripécias de Eduardo e Henrique, que resolvem explorar a ilha e acabam descobrindo que ela é habitada por um estranho eremita. A narrativa ágil, enfática na ação e no suspense, fisga o leitor logo nas primeiras páginas.

Disponível nas bibliotecas: Centenário (Espaço Cultural da Urca), Júlio Bonazzi (Monjolinho), Marcus Vinicius de Moraes (Coronel Virgílio Silva), Manuel Guimarães (COHAB) e Biblioteca do Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU).

Éramos Seis
“Éramos Seis” é considerada a obra-prima literária da autora que conquistou o Prêmio Raul Pompéia de 1944, honraria oferecida pela Academia Brasileira de Letras ao melhor romance publicado no ano anterior. A história acompanha a vida de uma família de classe média baixa vivendo na cidade de São Paulo entre a década de 1910 e de 1940. Quem narra o romance dramático e histórico é a matriarca, Dona Lola, uma mulher dedicada e mãe de quatro filhos, formando assim um retrato de boa parte das famílias e, sobretudo, das mulheres brasileiras da primeira metade do século XX.

Escrito inicialmente para um público adulto, o livro começou a ser indicado para jovens em idade escolar a partir de 1973, quando foi incluído no catálogo da Coleção Vaga-lume. Éramos Seis vendeu milhões de cópias, tendo sido traduzido para espanhol e francês, além de ter sido o primeiro romance brasileiro traduzido para o sueco. Até hoje recebe adaptações para a TV.

Disponível nas bibliotecas: Centenário (Espaço Cultural da Urca), Júlio Bonazzi (Monjolinho) e Manuel Guimarães (COHAB).

Confira os endereços e horários de funcionamento:

Biblioteca Pública Municipal Centenário
Endereço: Praça Getúlio Vargas, s/nº – Centro (no prédio da Urca)
Telefone: 3697-2375
Horário de funcionamento: das 8h às 17h30

Biblioteca Pública Municipal Júlio Bonazzi
Endereço: Praça Tiradentes, 621 – Jd. Santa Rita (próximo à Fonte do Monjolinho)
Telefone: 3697-2198
Horário de funcionamento: das 8h às 17h30

Biblioteca Pública Municipal Manuel Francisco Costa Guimarães
Endereço: Avenida Jaçanã Musa dos Santos, 270 – Cohab
Telefone: 3697-2074
Horário de funcionamento: das 7h às 15h

Biblioteca Pública Municipal Marcus Vinícius de Moraes
Endereço: Rua Coronel Virgílio da Silva, 1723 – Vila Nova (no antigo Centro Social Urbano)
Telefone: 3697-1201
Horário de funcionamento: das 9h às 15h.

Biblioteca CEU
Endereço: Rua Miguel Calixto de Moraes, 1.153 – Jardim Itamaraty V (no CEU da Zona Leste)
Telefone: 3697-2161
Horário de funcionamento: das 8h às 17h.

Acompanhe as novidades das bibliotecas públicas de Poços em @bibliotecaspublicasdepocos

Saiba como fazer seu cadastro nas bibliotecas: https://pocosdecaldas.mg.gov.br/noticias/faca-seu-cadastro-nas-bibliotecas-publicas-de-pocos-de-caldas/.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!