- Publicidade -
24.9 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Cobrança do pedágio em rodovia de Pouso Alegre é adiada até recuperação do asfalto

- Publicidade -
Anúncio foi feito pelo secretário da Seinfra, em audiência pública na Assembleia de Minas (divulgação)

A cobrança do pedágio na rodovia MG-290, que liga Pouso Alegre até Jacutinga, no sul de Minas, prevista para ser iniciada nos próximos dias, foi adiada até a recuperação das condições do asfalto. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias de Minas Gerais (Seinfra), Pedro Bruno Barros, durante a audiência pública realizada nesta quinta-feira (26), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Também foi anunciada a interrupção da construção da praça de pedágio na MG-459, entre Ouro Fino e Monte Sião.

Segundo o secretário, a definição foi feita mediante o pedido do deputado estadual Dr. Maurício (Novo), que divulgou as reclamações feitas pela população e condições ruins do asfalto da estrada, que foram levadas ao conhecimento do vice-governador Mateus Simões e também ao Governo de Minas, dia 17 de outubro.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

A EPR, empresa ganhadora da concessão do lote 2 de rodovias, já iniciou a recuperação do asfalto. No contrato de concessão do lote 2 de rodovias no sul de Minas, assinado em 2022, o prazo para a recuperação do asfalto é de nove meses, com exceção a da MG-290, que estabelece o limite de dois anos. Segundo o secretário, foi feita a antecipação das obras em virtude das condições ruins da estrada e pelo risco de acidentes.

Segundo o deputado Dr. Maurício, a população da região passou décadas com as promessas de investimentos nas estradas e a concessão foi o caminho encontrado para conquistar as melhorias. “Queremos estradas boas e valores justos. A MG-290 é chamada de rodovia da morte, pois apresenta diversos problemas e trechos perigosos, que já resultaram em vários acidentes. Como médico ortopedista, já atendi milhares de vítimas dessa estrada. Não é justo cobrar o pedágio nas condições atuais da rodovia”, afirmou.

- Publicidade -

Problemas no início da cobrança do pedágio

O secretário Bruno reconheceu que ocorreram vários problemas no início da cobrança do pedágio na BR-459, dia 9 de outubro, como a falta de infraestrutura das praças de pedágio, longas filas de carros e não funcionamento das cobranças automáticas.

- Advertisement -

Segundo ele, será intensificada a fiscalização sobre a EPR e a empresa poderá sofrer até sanções como multas pela má administração e falhas previstas no contrato.

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!