- Publicidade -
12.2 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Mulher provoca acidente e se apresenta horas depois

- Publicidade -

Uma mulher de 20 anos provocou um acidente na MGC 146 na tarde do último sábado (21). Ela foi socorrida para o hospital, mas deixou o local sem atendimento e após cinco horas se apresentou a polícia.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, eles foram acionados por volta das 15h para fazer o atendimento do acidente na cidade de Andradas, onde um Gol e um Jeep Compass haviam colidido.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

No local os militares fizeram contato com o condutor do Gol, de 50 anos, que contou que circulava pela via quando o Jeep invadiu a contramão de direção e colidiu lateralmente contra seu veículo, fazendo-o perder o controle direcional e chocar-se contra uma árvore.

O Samu foi acionado e constatou que o condutor teve apenas um sangramento nasal, foi atendido e liberado ainda no local. Com ele estava um mulher de 55 anos, que queixava-se de dores na região torácica e foi encaminhada para a Santa Casa de Andradas, onde ficou internada em observação.

- Publicidade -

A motorista do Jeep, de 20 anos, estava com dores na região abdominal e foi levada pelo Samu até a Santa Casa de Poços de Caldas. O carro dela saiu da pista e estava abaixo da via.

Como ela já havia sido socorrida quando da chegada da polícia, os militares foram até o hospital, mas não há encontraram. Segundo a equipe, ela não quis aguardar os procedimentos e foi embora.

- Advertisement -

Foi feito contato telefônico com a mulher, porém, ela não atendeu. Cerca de cinco horas após o sinistro, a condutora compareceu a um local em que a guarnição PM realizava uma abordagem e alegou que passou mal, teve um apagão, não se lembra de ter atingido o outro veículo e que estava com dores abdominais, por isso foi atendida pelo Samu; que ao chegar na Santa Casa de Poços de Caldas não quis aguardar atendimento porque teria que ficar 12 horas em observação pelo protocolo do hospital e decidiu que posteriormente procuraria auxílio médico por conta de estar com dor abdominal.

Devido ao lapso temporal, não foi possível observar sinais de embriaguez na referida condutora.

A perícia técnica foi acionada e compareceu ao local. Após os trabalhos de praxe, ambos os veículos foram liberados para remoção através da EPR – concessionária da via , pois estavam com a documentação regularizada.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!