- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Barragem na INB de Caldas recebe instalação de barreiras

- Publicidade -
Foto INB

Com o objetivo de conter a dispersão de partículas sólidas na água, a Indústrias Nucleares do Brasil (INB) instalou duas barreiras de turbidez na barragem de Águas Claras, na Unidade em Descomissionamento de Caldas-MG. Estas barreiras são dispositivos flutuantes que impedem a passagem de partículas sólidas, possibilitando a contenção dos sedimentos e ajudando a proteger o meio ambiente.

A instalação da primeira barreira foi concluída no final de setembro. A ação atendeu a uma condicionante da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) para utilização do canal de desvio do efluente tratado até o córrego do Cercado, que desemboca na barragem de Águas Claras. Leia mais sobre a construção do canal aqui.

- Publicidade -

A segunda barreira de turbidez foi instalada no início de outubro, no ponto de deságue da barragem D4 para a barragem de Águas Claras, visando conter os sólidos que ainda são carreados e evitando a dispersão dos mesmos para o Ribeirão das Antas.

 

- Publicidade -

Redução do fluxo de líquidos na D4

Antes da construção do canal de desvio, o efluente tratado era lançado na barragem D4. Pouco tempo após o início da operação, em setembro, os benefícios começaram a ser percebidos. Foi observada uma redução na ordem de 78% do fluxo de água para dentro do sistema e a redução de cerca de 70% dos sólidos oriundos da barragem D4 para a barragem de Águas Claras. A tendência de diminuição foi ainda maior nas últimas semanas, chegando a uma redução média de 94%. Além disso, foi observado o rebaixamento do nível do reservatório da Barragem D4 e a compactação do sedimento existente, favorecendo a condição de segurança do barramento.

- Publicidade -

A construção do canal foi a primeira ação promovida pela INB para regredir o nível de emergência 1 da barragem D4, em conformidade com as exigências da Agência Nacional de Mineração (ANM). Outras ações estão planejadas, como a construção de um canal de drenagem pluvial, que está em licitação e tem previsão de conclusão em maio de 2024. Outra medida em andamento é a licitação para a contratação de empresa para realizar o desassoreamento parcial da barragem D4.

Tanto as ações concluídas quanto as que estão planejadas contribuem para a mitigação de impactos ambientais e radiológicos que podem ser ocasionados pelo aporte de sedimentos para Barragem de Águas Claras.

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!