- Publicidade -
21.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Sindserv denuncia condições precárias de trabalho na Policlínica central

- Publicidade -
Foto Sindserv

O Sindicato dos Servidores Públicos de Poços de Caldas (Sindserv) emitiu o Ofício 177/2023 endereçado ao secretário municipal de Saúde Thiago de Paula Mariano, relatando sérias preocupações quanto às condições de trabalho na Policlínica central da cidade.

Em uma visita de rotina, representantes do sindicato constataram que, embora o local atenda uma variedade de serviços essenciais, como núcleo de especialidades, laboratório e o Programa de Saúde da Mulher, apenas quatro funcionários do setor de serviços gerais estão alocados onde mais de quinhentas pessoas são recebidas diariamente. Esta equipe é insuficiente para manter o local adequadamente limpo e desinfetado, levando em consideração a dimensão do prédio, o elevado fluxo de pessoas e, principalmente, por se tratar de um ambiente de saúde.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

O Sindserv foi informado que o pedido de alocação de mais dois serviços gerais foi realizado, porém, até o momento, não houve atendimento a essa demanda. Enquanto isso, os funcionários que desempenham suas funções na Policlínica têm se submetido a longas jornadas de trabalho, realizando horas extras.

Segundo a presidenta do Sindserv Marieta Carneiro, o Programa de Saúde da Mulher, que atende gestantes de alto risco e bebês prematuros, encontra-se temporariamente instalado no local. Contudo, chama a atenção a falta de uma área específica para o atendimento de casos de covid-19. Gestantes e bebês em estado delicado compartilham o mesmo espaço com pacientes com suspeitas de doenças infecciosas.

- Publicidade -

Além disso, a situação é agravada pela reforma em curso, resultando na presença constante de poeira de construção no ar e no forte cheiro de tinta, especialmente no andar superior. Estas condições têm impactado negativamente a saúde não apenas das gestantes e bebês, mas também de idosos e demais pacientes.

O Sindserv ainda relata que foi informado de que médicos também foram afetados, chegando a sofrer intoxicações devido ao ambiente inadequado. Adicionalmente, foi constatada a interdição de um banheiro no andar de cima, agravando ainda mais a situação.

- Publicidade -

Diante do exposto, o Sindserv solicita ao secretário municipal de Saúde que providências imediatas sejam tomadas. É imperativo que mais funcionários de serviços gerais sejam alocados para aliviar a sobrecarga dos servidores que já trabalham no local. Além disso, é fundamental garantir um ambiente seguro e salubre para que os servidores possam desempenhar suas funções de maneira eficaz e sem comprometer sua saúde.

O Sindserv aguarda ações concretas para solucionar os problemas apontados e assegurar o bem-estar de todos os envolvidos no atendimento à saúde da comunidade poços-caldense.

(Fonte: ASC Sindserv)




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!