- Publicidade -
20.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Projeto leva oficinas de dança e artes visuais a instituições da cidade

- Publicidade -
Foto Maria Blasi

O projeto Feminino em Movimento, uma produção do Arte Ziriguidum, se dedica a oferecer oficinas de dança e consciência corporal, aliadas a práticas de artes visuais e artes plásticas, com o objetivo de alcançar a dimensão integrativa que a arte propõe a quem nela está sob processo.

A primeira e segunda edições foram realizadas em 2022. Encontros semanais no CEU – Itamaraty V, durante o primeiro semestre, e no Galpão das Artes, por três meses no segundo semestre. Estas edições foram patrocinadas pela Lei Aldir Blanc do Estado de Minas Gerais, e Concessão de Patrocínio Direto da Secretaria Municipal de Cultura de Poços de Caldas, respectivamente. Em 2023, através da Concessão de Patrocínio Direta da Secretaria de Promoção Social de Poços de Caldas, a 3ª edição tem acontecido na Gaapo e vai até novembro.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

O projeto também realizou duas ações pontuais, na Abaco em 20 de setembro, e na Aphas em 5 de outubro, desta vez através da Concessão de Patrocínio Direto da Secretaria Municipal de Cultura de Poços de Caldas. Foi um encontro para o grupo atendido em cada instituição, onde foram propostas a integração de linguagens artísticas e promoveram experiências capazes de fortalecer a relação do indivíduo em si com a arte, além de corroborar para o seu interesse e apreço pela cultura, criando um ambiente propício para o desenvolvimento da criatividade e expressão.

“O Projeto Feminino em Movimento foi um evento que veio somar aos projetos executados com as mulheres da instituição, foi uma experiência incrível para as participantes, pois trouxe leveza, arte, cultura e bem estar!” – diz Carina Rodrigues Pereira Tavares – coordenadora da Abaco.

- Publicidade -

Já Cristiane de Assis Teodoro, psicóloga da Aphas, diz que o projeto proporcionou momentos de descontração para as mulheres assistidas pela instituição, em especial para o grupo de Convivência e Fortalecimento de Vínculos RenaSer. “O trabalho manual com a argila foi enriquecedor, pois elas puderam externar seus sentimento e emoções.”

Três profissionais com diferentes saberes coordenam o trabalho: Dalmoni Lydijusse, artista plástica de formação e atelierista; Danielle Vilas Bôas, artista do teatro e da escrita, estudante em formação em Artes Visuais e Biodanza; Marcos Paulo Silva, professor de dança de salão e dançarino. Durante o processo, Maria Blasi fez o registro fotográfico das atividades, juntamente com Bruno Lima no registro audiovisual. Esse material pode ser acessado em breve nas redes sociais do Arte Ziriguidum.




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!