- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Vem aí o eclipse solar anular do Brasil

- Publicidade -

Dia 14 de outubro, os olhos do mundo estarão voltados para o céu para observar um deslumbrante espetáculo: o eclipse anular do sol. Este fenômeno astronômico ocorre quando a lua passa entre a Terra e o sol, cobrindo a maior parte do disco solar e deixando apenas um “anel de fogo” brilhante ao redor da borda. O fenômeno será visível do Brasil, com destaque para as regiões Norte e Nordeste.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

O Observatório Nacional, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (ON/MCTI), transmitirá ao vivo todo o eclipse anular do Sol por meio de uma ação de integração entre diversas instituições brasileiras e em parceria internacional com o Time and Date, organização internacional que fornece serviços relacionados ao tempo, clima, fenômenos astronômicos e fusos horários. A ação visa principalmente a transmissão ao vivo do fenômeno a partir das 11h30 (Hora Legal de Brasília) através do link: https://www.youtube.com/watch?v=SoS0tV61z9Y

Através da parceria com o Time and Date, o ON vai transmitir as imagens dos observatórios internacionais do eclipse anular enquanto o fenômeno estiver acontecendo na costa oeste dos EUA, América Central e depois Colômbia. Quando o eclipse estiver acontecendo no Brasil, o Observatório Nacional transmitirá o fenômeno para o Brasil e para o mundo. Para isso, os parceiros nacionais do ON estarão em diversos locais da faixa de anularidade captando imagens em tempo real.

- Publicidade -

Essa faixa de anularidade passa pelos estados Amazonas, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Tocantins, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. As capitais estaduais Natal (Rio Grande do Norte) e João Pessoa (Paraíba) são as únicas que estão no caminho da anularidade. O eclipse será visto como parcial em todo o território nacional. Além da transmissão, os parceiros nacionais estão envolvidos com ações de divulgação locais.

A anularidade, onde o Sol forma um “anel de fogo” ao redor da Lua, será visível nos Estados Unidos, México, Belize, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia e Brasil. Em outras partes das Américas – do Alasca à Argentina – um eclipse parcial será visível.

- Advertisement -

O eclipse começará na parte da manhã do dia 14 de outubro e será primeiro observado na costa oeste dos Estados Unidos, no amanhecer, ou seja, o Sol estará ainda abaixo do horizonte. Com o passar das horas, o eclipse começa a ser visto nos outros países do continente americano, já mais alto no horizonte. O eclipse será visto por último no Brasil, durante o por do sol. Assim, algumas regiões não poderão ver o eclipse até o final, pois este momento pode ocorrer quando o Sol já tiver se posto.

Para saber se o eclipse será visível na sua região, acesse: https://www.timeanddate.com/eclipse/solar/2023-october-14. No site, é possível ver no mapa a trajetória do eclipse incluindo a faixa de anularidade e a região da parcialidade, ou seja, os locais onde o eclipse será apenas parcial.

(Fonte: Observatório Nacional)




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!