- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Onda de calor: Bombeiros de Minas se preparam para incêndios e afogamentos

- Publicidade -
Foto CBMMG

Minas Gerais está entre os Estados afetados pelas fortes temperaturas provenientes de uma onda de calor que já está atuando em boa parte do país. Os alertas emitidos pelo Sistema de Meteorologia e Recursos Hídricos de Minas Gerais (Simge) indicam que os termômetros poderão chegar a 39ºC em algumas regiões.
Atento a esse contexto, o Governo de Minas, por meio do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), preparou uma série de ações para a prevenção de acidentes e mitigação de catástrofes neste período. Dois cenários entram no ponto focal de atuação da corporação: as ocorrências de incêndios em vegetação e os afogamentos.

Incêndios em vegetação
O CBMMG se preparou para o período de estiagem durante todo o primeiro semestre, com ações de prevenção para minimizar os efeitos das queimadas. Uma das ações mais emblemáticas neste sentido é a Operação Alerta Verde, criada há dois anos, com o objetivo de reduzir os focos de incêndio por meio da fiscalização em lotes vagos.
Em 2023, o Corpo de Bombeiros Militar ampliou a ação de vistorias, implementando a segunda fase da operação Alerta Verde, finalizada em agosto, o que permitiu a realização de 18.325 vistorias em todo o estado somente nos meses de referência da operação. Considerando os esforços desde o início do ano, as fiscalizações já ultrapassam 29 mil. Ou seja, a instituição investiu na disseminação da cultura de prevenção, orientando os proprietários para a devida limpeza dos terrenos, reduzindo riscos potenciais para o período mais intenso da estiagem.
O programa Minas Contra o Fogo de treinamento de brigadas municipais, implementado pelo Governo de Minas em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, tem sido primordial para otimizar a primeira resposta, reduzindo a possibilidade de propagação dos pequenos focos, atenuando os incêndios até a chegada do apoio do Estado. Por outro lado, o treinamento prevê um melhor emprego dos recursos, equipamentos e assegura mais proteção aos brigadistas.
Paralelamente a estas ações, o CBMMG investe na inteligência do planejamento que permite uma melhor gestão dos recursos para o período de fortes temperaturas:

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Reforço operacional com o treinamento e emprego do efetivo da administração;

Emprego de 17 Núcleos de Incêndios Florestais com equipes habilitadas para o combate em todas as regiões do Estado;

- Publicidade -

Locação de caminhonete e utilização de aeronaves, incluindo a nova aquisição da corporação, o avião modelo Air Tractor, que tem capacidade para espargir três mil litros de água de forma fracionada ou apenas em um ponto específico, facilitando o combate em locais de difícil acesso;

Rápida mobilização e resposta de acordo com os níveis de alerta.

- Advertisement -

Afogamentos
Os anos de 2022 e 2023 já somam quase 500 mortes por afogamento atendidas pelo Corpo de Bombeiros Militar em Minas. Para reduzir estes números e oferecer um atendimento mais personalizado, o CBMMG, com utilização de dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), monitora os afogamentos no Estado adotando medidas preventivas, utilizando como base o perfil sociodemográfico das vítimas.
O setor técnico da corporação calcula a taxa de mortes por afogamento de cada município e de cada área de atuação das unidades operacionais. A partir desses dados, a unidade consegue atuar preventivamente iniciando o atendimento pelo local mais crítico.
Ao localizar o município com maior taxa de afogamento, a unidade operacional consegue entender o perfil das vítimas daquela localidade realizando atuações preventivas conforme o maior público vitimado.

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!