- Publicidade -
19.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Máquina de gaseificação espera decisão judicial para funcionamento

- Publicidade -
divulgação

A vereadora Regina Cioffi (PP) obteve resposta a um Requerimento contendo pedido de informações com relação à máquina de gaseificação de água da empresa Águas Minerais Poços de Caldas.

Ela questionou o motivo pelo qual o engarrafamento de água gaseificada não teve continuidade e, de acordo com a empresa, espera-se uma decisão da Justiça, já que o vendedor do equipamento já não atua no mercado.

- Publicidade -

“O equipamento adquirido na época foi montado na fábrica sem a entrega técnica adequada conforme relato de antigos funcionários. Funcionou por um período quase que de maneira manual, nunca automática, para que fossem feitos os testes com gás. Nesse período conseguiu-se fazer um pouco de água mineral gaseificada. Sem qualquer apoio técnico do fabricante, tentou-se funcionar a máquina de maneira automática e o reservatório de água e gás quase explodiu, tendo um de seus parafusos de fixação de ¾ de polegada perfurado o teto da fábrica, tamanha tinha sido a pressão. Após isso, o gerente-geral da época achou perigoso a continuidade dos trabalhos. A empresa que vendeu a máquina foi vendida logo após a compra do equipamento pela AMPC. Foram chamados alguns técnicos para tentarem colocar a máquina em funcionamento, porém, não se conseguiu. Denúncia foi feita pelos responsáveis da época e abriu-se um inquérito policial para apuração da compra do equipamento”, explica o texto com a resposta.

Ainda segundo as explicações da Águas Minerais, o maquinário foi retirado do local por notificação da Vigilância Sanitária, principalmente para evitar o refúgio de pragas e a sala está sendo utilizada para depósito de insumos. “O maquinário está devidamente armazenado em depósito na ETA 5 – DMAE, aguardando decisão da justiça”.

- Publicidade -

A parlamentar também questionou o estado do referido maquinário, uma vez que se passaram oito anos desde sua aquisição. “Os componentes mais sensíveis do maquinário oxidam-se com o tempo e a falta de uso. Não houve manutenção do maquinário durante esse período de tempo”.

Como último questionamento, Regina Cioffi perguntou o que a atual administração pretende fazer com a máquina antes que ela vire sucata. “Espera-se a decisão da justiça”, finaliza a empresa em sua resposta.

divulgação


- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!