- Publicidade -
21.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

TURISMO | Poços é uma das 10 cidades mineiras mais afetadas pela covid-19

- Publicidade -

Poços de Caldas foi uma das 10 cidades mineiras mais afetadas economicamente no setor de turismo em decorrência da pandemia de covid-19 no ano de 2020. Os dados foram obtidos em levantamento da Fundação João Pinheiro.

O estudo mostra que ao longo de todo o ano de 2020, quando o isolamento social passou a vigorar de forma intensa em todo o Brasil, o Valor Adicionado Bruto (VAB) do Turismo caiu 9,4% em comparação com 2019.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Segundo o estudo, várias cidades mineiras foram prejudicadas com o período mais restritivo da pandemia, marcado pelo confinamento da população e pela restrição de atividades econômicas, dentre elas o turismo.

Municípios

- Publicidade -

Os municípios mineiros com maior participação das atividades características do turismo na economia local em 2020 foram Confins, Tiradentes, Sapucaí-Mirim, Ribeirão Vermelho, Bom Jesus do Amparo, Santana do Riacho, Capitólio, São Brás do Suaçuí, Virgínia e Itapeva.

O município com maior impacto negativo financeiro foi a capital Belo Horizonte, com uma queda de 15,22% com relação à variação absoluta de 2019. “Belo Horizonte registrou a maior perda do Estado, por ser uma cidade com grande volume de shows, festivais e o próprio carnaval. A cidade foi extremamente afetada pela pandemia em 2020”, diz o pesquisador da Fundação João Pinheiro Thiago Almeida.

- Publicidade -

Na sequencia veio Confins, cidade da Região Metropolitana que registrou queda de R$ 458,8 milhões ou 56,14% sobre o ano anterior. Apesar de a cidade não ser essencialmente turística, tem importância significativa para o turismo, por sediar o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (BH Airport).

A terceira cidade foi Uberlândia, no Triângulo Mineiro, seguida por Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata, com R$ 128,6 mil a menos em 2020 (-15,23%); Contagem, na Grande BH, com perda de R$ 102,4 mil (-9,74%) e Montes Claros, município do Norte de Minas, com perdas no turismo de R$ 47,9 mil (-11,35%).

Em sétimo lugar, aparece no ranking a cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro, em oitavo, Governador Valadares, no Rio Doce, com perda de R$ 40,3 mil (-12%) e em nono lugar, Poços de Caldas.

Poços de Caldas sentiu uma queda de R$ 32,9 mil no turismo local (-10,06%) em relação ao ano anterior. A última cidade do top 10 foi Betim com perda de aproximadamente R$ 31 mil (-7,86%).

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!