- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Onda de calor se espalha pelo Brasil esta semana

- Publicidade -
divulgação

O último mês do inverno de 2023, que astronomicamente começou em 21 de junho, começará com uma onda de calor que vai fazer com o que muitos Estados brasileiros tenham temperaturas excepcionalmente altas para os padrões de agosto. O calor da terceira semana de agosto poderá quebrar recordes históricos para o mês.

Massa de ar quente se intensifica

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Uma grande massa de ar quente e seco ganha força sobre o Brasil no decorrer desta semana e deverá expandir sua atuação sobre praticamente todas as regiões do país.

A expectativa é de que se estabeleça uma onda de calor no período entre 21 e 26 de agosto de 2023.

- Publicidade -

Embora seja um mês de inverno no Hemisfério Sul, o calor intenso é uma condição comum em agosto nos Estados do Centro-Oeste, interior do Nordeste, centro-sul da Região Norte.

Também se observa ao longo de agosto um aumento do calor no interior de Minas Gerais e de São Paulo. Em algumas situações especiais há incursões de ar quente até sobre os Estados da Região Sul, provocando extremos de calor em relação ao padrão normal de temperaturas para este mês.

- Advertisement -

Climatologia de temperatura máxima para agosto

Climatologia é o padrão normal calculado com base em 30 anos de medições e feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia. O cálculo mais recente foi para o período de 1991 a 2020.

Estes valores climatológicos são as referências para comparação e permitem dizer quantos graus a temperatura de um lugar está acima ou abaixo do normal, para um determinado mês.

Por exemplo: na madrugada de 19 de agosto, a cidade de São Paulo registrou 19,3°C de temperatura mínima, de acordo com o Inmet. Este valor ficou 6°C acima do valor de referência para agosto que é de 13,3°C.

Calor excepcional para agosto

Mas a situação que se avizinha para os próximos dias é de um calor realmente excepcional para agosto.

O meteorologista Vinícius Lucyrio, da equipe de previsão climática da Climatempo que teremos temperaturas no nível de 850 hPa (em torno de 1500 metros de altitude) acima dos 27°C em uma ampla área do país. “Situação que é mais ‘típica’ entre setembro e outubro. Típica entre aspas, pois essa condição está ficando cada vez mais frequente.”

Lucyrio explica que esse calor é refletido na superfície. “No nível superficial, isso se traduz em amplas áreas com temperaturas pouco acima dos 40°C no Tocantins, em Mato Grosso, no norte e oeste de Goiás. O norte e o leste de Mato Grosso do Sul e até mesmo em pontos do oeste e noroeste de São Paulo poderão ter temperaturas próximas ou até um pouco acima dos 40°C e acredito que nunca tivemos registros assim em agosto.”

Possibilidade de recordes históricos

A diferença do calor desta terceira semana de agosto em relação ao que já ocorreu no mês, é que agora o calor intenso, bastante acima do normal, poderá ser observado de forma ampla no Brasil, atingindo vários Estados de diferentes regiões, ao mesmo tempo.

“Desta vez estamos falando de temperaturas que podem chegar aos 37°C em Campo Grande e Goiânia, aos 42°C em Cuiabá, 34°C em Brasília, 34°C em São Paulo (o recorde é 33,1°C) e 39°C no Rio”, diz Vinicíus Lucyrio. São recordes históricos para agosto que podem ser renovados! (Fonte: Climatempo)

 

 

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!