- Publicidade -
13 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Professor é acusado de assédio em escola estadual de Poços

- Publicidade -

Um professor está sendo acusado de assédio em uma escola estadual de Poços de Caldas. O caso já foi levado a conhecimento da diretoria da unidade, da Polícia Militar, da Superintendência Regional de Ensino e da Secretaria de Estado de Educação.

O assédio teria acontecido na manhã desta quarta-feira (16) na Escola Estadual Francisco Escobar, ao término do intervalo. Segundo a vítima, uma estudante de 16 anos, ela subia as escadas quando o professor, que vinha atrás, colocou a mão sobre seu quadril e apalpou, e seguiu como se nada tivesse acontecido. Duas alunas que estavam na mesma escada presenciaram os fatos e confirmaram a versão da vítima.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Após o fato, ela disse ter ido para a sala de aula, onde, apavorada, chorou, sendo acolhida por duas professoras, que a encaminharam para a direção, que registrou o caso em ata para providências.

Já em casa, a menina contou o que havia acontecido à família, tendo sido levada pelo pai para o registro de um boletim de ocorrência, onde ela relatou que em outra oportunidade o mesmo professor a teria tocado no quadril, porém, ela achou que poderia não ter sido intencional.

- Publicidade -

A Secretaria Estadual de Educação afirmou, em nota, que uma equipe de inspeção escolar da Superintendência já esteve no local e realiza levantamentos e deve encaminhar um relatório ao Núcleo de Correição Administrativa (Nucad) da SEE/MG para avaliação de medidas administrativas que podem ser tomadas no âmbito escolar, considerando as informações coletadas no processo de apuração preliminar.

“A direção da escola prestou total apoio à estudante que procurou os gestores para relatar as queixas relacionadas ao professor em questão. A SEE/MG destaca que um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Militar do Estado de Minas Gerais (PMMG) pelo responsável da estudante e que as investigações criminais estão a cargo das autoridades competentes. A SEE/MG reafirma seu repúdio a qualquer comportamento que possa violar princípios inalienáveis da dignidade humana, como o respeito mútuo, que deve ser cultivado sem restrições nas instituições de ensino. Nosso objetivo é promover uma cidadania saudável para todos no ambiente escolar, ao mesmo tempo em que preservamos os direitos de defesa dos envolvidos”, informa a nota.

- Publicidade -

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!