- Publicidade -
23.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Assassino foi atingido por arma que usou para matar, afirma polícia

- Publicidade -

A Polícia Civil prendeu na última segunda-feira (7) dois homens, de 29 e 36 anos, em mandados de prisão temporária por serem suspeitos de terem matado Vladimir Trindade dia 24 de junho. Um dos presos, de 36 anos, foi alvejado com quatro disparos de arma de fogo, que a polícia acredita terem sidos feitos da mesma arma que ele usou para matar Vladimir.

As investigações apontaram que o crime foi cometido em um ponto usado para a venda de drogas no bairro Cascatinha. Sendo executado por dois autores, que efetuaram dois disparos, um no tórax e outro no dorso. A motivação seriam desavenças e disputas por pontos de venda de drogas.

- Publicidade -
Anúncio Centro
Anúncio Centro
Anúncio Centro

Uma testemunha dos fatos levou à polícia informações que identificaram os autores, presos na última segunda-feira. Um rapaz de 29 anos foi preso em um ponto de drogas, no bairro Santa Rita, e é conhecido do meio policial com passagens por tráfico e crimes patrimoniais. Ele acabou confessando sua participação do crime.

“Ele alegou que no dia anterior ao homicídio teria sido agredido pela vítima e por seu irmão. O autor disse ainda que levou o fato a conhecimento do dono do ponto de drogas de seu bairro e eles foram juntos até o local do crime, armados, e efetuaram os disparos”, explica o delegado Cleyson Brene.

- Publicidade -

O segundo autor, de 36 anos, também conhecido do meio policial, foi preso no Hospital Santa Casa e seria o responsável por ter efetuado os disparos da arma de fogo que tiraram a vida de Vladimir. Vale lembrar que o suspeito está internado por também ter sido vítima de tentativa de homicídio no último sábado.

O delegado destaca ainda que o autor foi alvejado com a mesma arma que usou para matar Vladimir. A arma, calibre .22, foi encaminhada para a perícia para confirmação de que se trata do mesmo armamento.

- Publicidade -

Com as prisões, a polícia espera esclarecer o crime e fazer os indiciamentos. O delegado ainda analisa as relações dos crimes e os motivos. O rapaz de 29 anos foi encaminhado ao presídio e o de 36 permanece internado em razão de procedimentos médicos a serem realizados.

 




- Publicidade -
Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!