- Publicidade -
8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

CURIMBA | Poços recebe 1° Encontro de Umbanda e Candomblé

- Publicidade -

Para quem não conhece ou tem curiosidade de saber um pouco mais sobre a cultura das religiões afro-descendentes e brasileiras, não pode perder o Curimba – 1º Encontro de Umbanda e Candomblé de Poços de Caldas. O evento musical acontece no dia 12 de maio, a partir das 17h, no Ginásio Municipal Moleque César, no bairro Cascatinha.

O evento deve reunir religiosos de Poços e região e  de acordo com a idealizadora, Ana Maria de Paula, ele já vem sendo pensado há um bom tempo, mas só este ano começou a ganhar forma. “Uma das coisas que acontece é que existe muito preconceito. O que não deveria acontecer, porque dentro da religião existe muita coisa bonita e por de trás dela existe a cultura do negro, e nada mais justo a gente começar a respeitar as crenças e botar para fora o que a religião tem de melhor, fé, sincretismo e toda beleza cultural”, explica.

- Publicidade -
Curimba é o nome que se dá ao grupo de pessoas que se reúne para cantar e dançar em louvor aos Orixás (Foto:divulgação)

Aberto para toda a população, o objetivo do encontro é unir o povo das religiões e mostrar a beleza e a cultura das crenças brasileiras e africanas. Com muita dança, alegria, cada terreiro que participar terá um tempo para cantar e tocar suas cantigas.

Curimba: significa grupos de pessoas que cantam e tocam através de instrumentos de percussão para os Orixás. A curimba é feita por instrumentos musicais como: atabaque, agogôs, xerequês, congas e tumbadoras, e tem função fundamental nas religiões, além de afastar as energias negativas.

Com o intuito de quebrar rótulos, Ana Maria conta que sempre quis ver esse projeto acontecer. “Eu quero ir além do rótulo de macumbeiro, porque não é nossa crença, macumbeiro dança macumba, e não é nosso caso, somos de matriz africana, respeitamos tudo, e isso é muito sagrado para as pessoas de Umbanda e Candomblé”, destaca.

A festa busca trazer para Poços de Caldas um olhar diferente sobre a Umbanda, que é uma religião brasileira, e o Candomblé, que foi trazido da África.

“Nós estamos aqui porque lutamos muito, nada para gente é fácil, eu sou uma pessoa que luta por justiça, que luta por igualdade, que sabe que o negro não é inferior e que também não é superior, ele é igual. A nossa fé é tão digna, bonita e poderosa como qualquer outra. Essa é minha luta”, finaliza Ana Maria.

SERVIÇO

O quê: CURIMBA- 1º Encontro de Umbanda e Candomblé

Quando: 12 de maio, às 17h

Onde: Ginásio Municipal Moleque César, bairro Cascatinha

Quanto: gratuito

Veja também
- Publicidade -
Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!