- Publicidade -
18.2 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Estimular micro e pequenas empresas é prioridade, segundo Flávio Faria

- Publicidade -

Desde que mudou-se da Câmara dos Vereadores para a prefeitura, em janeiro deste ano, o vice-prefeito Flávio Faria tem tido o trabalho dobrado. Além de auxiliar o prefeito Sérgio Azevedo em diversas questões, também é secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Em entrevista ao Poços Já, que está publicando uma série com os secretários da gestão atual, assuntos importantes para o crescimento da cidade foram abordados, como geração de empregos, apoio a microempresários e Distrito Industrial.

- Publicidade -

Poços Já: Com relação ao Distrito Industrial, como você avalia a gestão da administração passada?

Flávio: Nós observamos que houve uma ênfase muito grande em relação ao Distrito Industrial. Nós entendemos e reconhecemos a importância do Distrito Industrial, que é uma área com 150 lotes de terreno, uma grande parte já concedida a diversas empresas. Hoje, nós temos nove empresas em funcionamento no DI, temos aproximadamente 500 empregos gerados destas empresas, mas temos também grandes desafios.

Poços Já: Quais seriam esses desafios?

Flávio: Primeiro, gostaria de destacar que em 2013 o governo do estado, através de uma tratativa que havia iniciado em 2012, houve uma liberação de recursos na ordem de R$4 milhões que permitiram a construção e o avanço da infraestrutura que não existam no Distrito Industrial. Com isso foi possível asfaltar algumas vias, dando uma melhor situação para atender a demanda de empresas que haviam sido contempladas em áreas no distrito e tinham dificuldade de acesso ao local. Mas ainda, primeiro nós temos que cumprir um termo de ajuste de conduta com o Ministério Público em relação ao licenciamento ambiental do Distrito Industrial. Por outro lado, também precisamos avançar na questão da melhoria do sistema de telefonia e comunicação, temos também um grande desafio, nós temos uma área já definida lá, para a construção de uma área de subestação de energia elétrica, permitindo uma maior eficiência no possível crescimento do D.I. Também é necessária a questão do esgoto. Mas há grandes desafios a serem desenvolvidos nos próximos quatro anos.

Poços Já: Além do Distrito Industrial tem também o Mini-Distrito né? Como está a situação lá?

Flávio: Também temos o Mini-Distrito Industrial. São 33 áreas, a maioria delas foram doadas, mas ainda hoje só temos uma funcionando. É muito preocupante isso. Nós precisamos fomentar a geração de emprego. Quando o município faz a concessão de uma área, é com o objetivo que gere mais impostos, que gere mais emprego para o município.

Poços Já: O que você acredita que precise ser modificado com relação a micro e a pequenas empresas?

Flávio: O primeiro passo que pretendemos tomar é valorizar aquilo que é nosso. Nós temos uma lei municipal e uma lei federal da microempresa e da pequena empresa, que tem como foco valorizar estas empresas. Nosso objetivo também é dar uma participação de protagonismo, tanto da Associação Comercial, quanto do Sindicato dos Contabilistas, estamos trazendo o Sebrae também para esta discussão e faremos, no mês de março, um evento com o objetivo de estimular as micro e pequenas empresas de Poços de Caldas para que elas possam ter uma possibilidade real de vender para o município. Queremos começar a construir caminhos onde possamos fomentar e ter uma vertente importante para economia local e, ao mesmo tempo, aumentar a receita destas empresas e gerar emprego.

Poços Já: E o desenvolvimento econômico da cidade, o que será feito?

Flávio: Estamos organizando um fórum do desenvolvimento econômico de Poços de Caldas, porque nós precisamos planejar o que queremos para a economia da cidade e isso é importante que todos os setores produtivos e organizados da nossa sociedade possam, coletivamente com o Poder Público, participar. Isso vai servir para que possamos construir com o Sindicato dos Hotéis, com a Associação Comercial e outros órgãos, pensando no desenvolvimento econômico da cidade para os próximos 10/ 15 anos. É o que vai nos ajudar a entender: Qual deve ser nossa ação em relação ao turismo? Como deve ser com relação à indústria, ao comércio? É um trabalho que estamos começando a organizar para que se possa avançar nesta questão a curto, médio e longo prazo.

Poços Já: Existe alguma estratégia para a desburocratização do processo de abertura de empresas?

Flávio: Também dentro do fomento à indústria e ao comércio, temos esta questão, que seria a criação de uma agilidade, um nome provisório seria o “Poços Fácil”, uma ação onde queremos que as pessoas tenham mais facilidade para fazer a abertura da sua empresa. É preciso que as secretarias tenham uma comunicação muito ampla entre elas, para que a resposta seja mais rápida, mais eficiente e também para a população, que muitas vezes procura resolver situações cotidianas e tem que se deslocar para diversas secretarias.

Poços Já: Existe um boato de que uma grande cervejaria estaria de instalando em Poços. Isso é verdade?

Flávio: Muitas empresas nos procuram diariamente manifestando o interesse de ocupar um espaço no Distrito Industrial. Tudo isso é um processo que demora, é preciso conversar muito. Então, hoje o que temos como foco é poder fazer isso rapidamente para que as empresas que foram beneficiadas no Distrito Industrial ou no Mini Distrito possam assumir a responsabilidade e operacionalizar o tempo todo.

Poços Já: Existem muitas reclamações, especialmente por parte dos jovens, com relação a dificuldade de encontrar o primeiro emprego, porque a maioria das empresas exigem experiência. Você pretende fazer algo que mude isso?

Flávio: Vamos rever a legislação do Bolsa Emprego, que é importante. Nós precisamos avançar e permitir aos nossos jovens uma grande oportunidade nas empresas que hoje atuam em Poços de Caldas com incentivo. Vamos buscar uma parceria com as universidades da cidade para valorizar nossa juventude que está se formando e, muitas vezes, precisa de um apoio para o primeiro emprego.

Poços Já: E com relação a qualificação do trabalhador, existe algum projeto?

Flávio: Temos também um projeto que deve ocorrer de médio a longo prazo que seria a criação do Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT) com o objetivo de qualificar os trabalhadores e permitir, de forma regionalizada, que se possa encaminhá-los para o emprego. É uma ação muito importante.

Poços Já: Vamos falar sobre a agricultura familiar. Você mantém as mesmas diretrizes da administração passada?

Flávio: Nós tivemos uma cobrança muito grande em relação a alguns programas federais que até então não ocorriam em Poços de Caldas. Desde quando eu fui eleito vereador, em 2009, nós tínhamos essa cobrança de viabilizar o PAA no nosso município e também o PNAE, dois programas federais importante. O PAA, que tem como objetivo viabilizar a agricultura familiar e, ao mesmo tempo, permitir que as entidades possam receber, através do banco de alimentos, produtos que vão contribuir para a alimentação das pessoas que são atendidas por asilos, hospitais e assim por diante. Essa política foi instituída em 2009, começou a se efetivar em 2012 e a funcionar em 2013, mas foi um trabalho que acompanhamos muito de perto. É o mesmo caso do PNAE, que começou nas escolas estaduais, através de uma parceria com a Emater e passou, posteriormente, a ser atendido nas creches municipais. Hoje nós temos 42 creches que 30%, no mínimo, dos alimentos que são consumidos pelas crianças vem da agricultura familiar.

Nós estaremos dando maior ênfase a isso, em parceria com a Secretaria de Educação e Promoção Social para que possamos avançar em questão a ações federais que estamos criando para estimular a agricultura familiar de Poços. Também temos que valorizar os café vulcânicos, que tem um papel muito importante no sentido de permitir que se possa valorizar e agregar ao café nosso, de Poços, a questão do café vulcânico, levando, não sói o nome da cidade, mas permitindo que os cafés vulcânicos tenham um valor maior no mercado.



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!