- Publicidade -
14.6 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Homem é condenado a dez anos e oito meses de prisão

- Publicidade -
Júri popular aconteceu em auditório de universidade.
Júri popular aconteceu em auditório de universidade.
DSCF6067
Réu está preso desde fevereiro deste ano.

O réu Luã Oliveira de Brito, suspeito de ter ateado fogo em Joice Cristina Romão Ferreira, de 18 anos, foi condenado a dez anos e oito meses de prisão nesta terça-feira (29). O caso aconteceu no réveillon de 2015 e o suspeito foi preso em fevereiro.

Além da tentativa de homicídio qualificado, Luã também foi condenado a um mês em regime semiaberto por ameaça. “A personalidade demonstra que o réu tem dificuldade em aceitar os fatos que acabam acontecendo na vida das pessoas, pois espera resolver através da opressão, impondo sua vontade a qualquer custo”, disse o juiz José Henrique Mallmann na sentença.

- Publicidade -

O julgamento foi realizado no auditório do curso de Direito da Puc Minas, já que o Fórum está passando por reforma.

O caso

- Publicidade -

A tentativa de homicídio deixou Joice com queimaduras de segundo e terceiro graus. Ela ficou internada no hospital durante dois meses.

Segundo a vítima, o casal teria reatado o relacionamento quando ela estava grávida de outro rapaz. A criança nasceu oito dias antes do crime.

- Publicidade -

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!