- Publicidade -
19.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Agência do INSS adere à greve nacional

- Publicidade -
Servidores pedem melhorias salariais e a realização de concurso público.
Servidores pedem melhorias salariais e a realização de concurso público.

Nesta terça-feira (7), os servidores do INSS de Poços de Caldas atendem apenas aos serviços que já estavam agendados. Isso porque a agência local aderiu à greve nacional, que começou hoje.

As principais reivindicações são de reajuste salarial de 27%, de acordo com a inflação, jornada semanal de 30 horas para todos os servidores, incorporação da gratificação por produtividade no salário e paridade entre os ativos e os aposentados.

- Publicidade -

O Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social, Saúde, Previdência, Trabalho e Assistência Social em Minas Gerais (Sintsprev/MG) informou que não há previsão de quando o trabalho volta ao normal. “Hoje é o pontapé inicial, é uma greve por tempo indeterminado. A intenção não é parar um mês, dois meses. Quanto mais rápido o governo atender às reivindicações a categoria volta. Todo mundo quer voltar a trabalhar, mas com condições dignas”, disse a representante do sindicato, Terezinha de Jesus Carvalho.

Outra reclamação é quanto à terceirização dos trabalhadores. Segundo o sindicato, seria necessário um concurso público para 15 mil vagas, em todo o país, para suprir a falta de pessoal. “A intenção da categoria não é criar transtorno para a população. O servidor satisfeito, com seus direitos garantidos, vai atender muito melhor o cidadão. É um direito do cidadão ser bem atendido, sem demora no atendimento”, argumentou Terezinha.

- Publicidade -

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) está participando da negociação em Brasília. Ontem houve uma reunião com a presidente do INSS, Elisete Berchiol, e a expectativa é que o ministro da previdência, Carlos Gabas, atenda a comissão na quarta-feira (8). Ainda não há informações sobre quantos servidores deixaram de trabalhar em Poços de Caldas.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!