- Publicidade -
17.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Segundo suspeito por morte de mãe e filha é preso pela Polícia Civil

- Publicidade -
Carlos foi preso na tarde de quarta-feira (25).
Carlos foi preso na tarde de quarta-feira (24).

O pai de santo Carlos Henrique Ramos, 36, foi preso na tarde desta quarta-feira (24), suspeito de ter participado do assassinato de Aline Rosa da Silva, 30, e da filha dela, Tammy Caroline da Silva, 03. As duas foram mortas pelo pedreiro Marcos Francisco Pedrilho, 22, que disse à Polícia Civil ter sido influenciado por Carlos.

O suspeito foi detido em um terreiro de candomblé do bairro Santa Augusta. O mandado é de prisão temporária, por 30 dias, para que sejam concluídas as investigações. O homicídio ocorreu no último sábado, dia do aniversário do pai de santo. Ainda há a suspeita de que as mortes tenham sido um “presente”. “Em depoimento, o Marcos Pedrilho disse que teria sido influenciado por Carlos Henrique, com quem teria um caso homossexual”, disse o delegado Cleyson Brene.

- Publicidade -

Carlos Henrique, que era padrasto da vítima Aline, negou tudo. “Eu não tenho envolvimento nenhum com o crime ou com o Marcos. Quero que a justiça seja feita. Eu estou colaborando o tempo todo com as investigações, eu não tenho envolvimento nenhum homossexual com ele, tanto que tenho um relacionamento com a mãe da Aline há 21 anos e não fiz nada”.

As investigações continuam, já que a prática de magia negra pode ter influenciado o crime. A Polícia Civil ainda pediu a quebra do siglo telefônico de Marcos e Aline. “Vamos analisar os dados dos aparelhos celulares da vítima e do autor. Pedimos a quebra de sigilo telefônico e estamos aguardando a operadora mandar os dados da semana toda de ligações e localizações”, informou o delegado.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!