- Publicidade -
16.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Médicos são presos por retirada de órgãos

- Publicidade -
DSC_5689
Audiência foi realizada em julho do ano passado.

Três médicos de Poços de Caldas foram presos na manhã desta segunda-feira (23), pela Polícia Militar. O nefrologista João Alberto Góes Brandão, o urologista Cláudio Rogério Carneiro Fernandes e  o radiologista Jeferson Skulski são acusados de participar da retirada ilegal de órgãos do paciente Paulo Lourenço Alves. O caso aconteceu em janeiro de 2001.

“O mandado é de prisão preventiva. Já foi comunicada a justiça, sobre o cumprimento desses mandados, e foram apresentados ao presídio local. Estão à disposição da justiça”, informou o delegado Hernanni Perez Vaz.

- Publicidade -

Durante a transferência da delegacia para o presídio, o médico Cláudio Fernandes falou com a imprensa. “Deus vai resolver isso. Já resolveu e vai resolver de novo essa injustiça”, disse.

A denúncia do Ministério Público questiona a falta de laudo que comprove a morte encefálica do paciente, que teve córneas e rins retirados. Cláudio já havia sido preso em fevereiro do ano passado, acusado de ter retirado irregularmente as córneas e rins do menino Paulo Pavesi, no ano 2000.

- Publicidade -

Ainda há mais três médicos acusados neste caso, cuja audiência de instrução e julgamento ocorreu em julho do ano passado. São o anestesiologista José Júlio Balducci, o gastroenterologista Paulo Negrão e a oftalmologista Alessandra Araújo. A Polícia Civil não informou se também há mandados de prisão contra os esses médicos.

 

- Advertisement -

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!