- Publicidade -
19.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Segunda manifestação reúne 600 pessoas em Poços

- Publicidade -
DSC_0834
Passeata passa pela rua Rio Grande do Sul

Aproximadamente 600 pessoas participaram da manifestação realizada na tarde deste domingo (15), segundo a Polícia Militar. Os manifestantes pediram o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), a reforma política e o fim da corrupção no país.

A passeata saiu da Praça Pedro Sanches por volta das 15h40 e terminou em frente à Prefeitura Municipal às 16h30. Com gritos de “Fora PT” e “Dilma vai pra Cuba”, os participantes passaram pelo Centro da cidade. Na rua Assis Figueiredo, um pano vermelho foi estendido na janela de um prédio e provocou vaias.

- Publicidade -

A empresária Luana Menin, que liderou parte do protesto, fez críticas à administração municipal e falou sobre a existência de duas manifestações no mesmo dia. “Não temos vínculo político. A nossa manifestação foi criada no dia 28 de fevereiro. Ninguém está aqui para se engrandecer politicamente”, disse.

A advogada Sarita Bento era a única que pedia em cartaz a intervenção das forças armadas. “A intervenção militar é para pelo menos trazer disciplina, a ordem. Intervenção militar não é uma ditadura. A ditadura do comunismo é o que nós estamos vivendo agora”.

- Publicidade -

Durante a manhã, cerca de mil pessoas também protestaram. A Polícia Militar esteve presente nos dois momentos, com 55 policiais envolvidos nos trabalhos na escola dos manifestantes.

[flagallery gid=43]



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!