- Publicidade -
14.9 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

DME Participações obteve lucro de R$ 36 milhões em 2013

- Publicidade -

A DME Participações, holding do setor elétrico que possui como principal acionista o município de Poços de Caldas, apresentou lucro líquido de mais de R$ 36 milhões, no exercício de 2013. Valor 101,6% maior que os números auferidos em 2012. A direção da autarquia, junto com o corpo de conselheiros, apresentou balancete da empresa e destacou o excelente desempenho em todas as subsidiárias, que atuam na forma de sociedade anônima de capital. O prefeito, Eloísio do Carmo Lourenço, também participou do encontro.

Em coletiva de imprensa, na manhã desta sexta-feira (9) na sede da DME Energética, o presidente da Holding DME, João Deom Pereira, apresentou números dos balancetes de 2013 das subsidiárias DME Distribuidora (DMED), responsável pela e distribuição de energia em Poços de Caldas através das usinas UHE Engenheiro Pedro Affonso Junqueira (Antas I); UHE Walter Rossi (Antas II); MCH José Togni (Bortolan); PCH Ubirajara Machado de Moraes (Véu das Noivas); e UHE Machadinho, em forma de participação societária direta.

- Publicidade -

Eloísio destacou a importância da transparência das contas da Holding DME e disse que as informações prestadas servem para que os vereadores e a população conheçam a verdade financeira da empresa. O prefeito ressaltou, ainda, a administração responsável na DME e disse que o povo de Poços de Caldas, como o maior acionista, deve ser o grande beneficiado com os lucros auferidos. Segundo ele, as inverdades sobre a DME só servem para trazer insegurança à empresa.

Deom também citou o lucro da DME e confirmou que estão preservados os recursos financeiros para novos investimentos na empresa. O presidente da holding considerou, ainda, apropriado o repasse ao município, o maior acionista da empresa, dos dividendos conforme as reservas legais, porque eles ajudarão a prefeitura a enfrentar os enormes desafios que surgem na administração pública.

- Publicidade -

O DME atingiu, em 2013, receita operacional bruta consolidada de R$ 193.336 mil, ante o valor de R$ 195.098 mil, alcançado em 2012. Realizadas as deduções da receita operacional, a receita operacional líquida consolidada foi de R$ 158.028 mil, face ao valor de R$ 141.225 mil, atingido em 2012. Apurados os impostos, o lucro líquido consolidado chegou a R$ 36.329 mil, contra R$ 18.021 mil em 2012.

A DME Energética (DMEE) é titular de outorgas de geração de energia elétrica das geradoras PCH Padre Carlos (Rolador); UHE Salto Pilão, através de consórcio e participação de 20%; e UHE Pai Querê, também com parceiros e 10% das cotas. A DMEE possui, ainda, participações na Empresa de Transmissão do Alto Uruguai S/A., também na Linha de Transmissão Campos Novos, Barra Grande, Lagoa Vermelha, Santa Marta; Energética Barra Grande S/A., e Serra do Facão Energia S/A.

- Publicidade -

O ativo circulante consolidado do DME em 2013 (R$ 264.413 mil) demonstra aumento da ordem de 7,00% em relação ao exercício de 2012 (R$ 247.105 mil). No ativo não circulante consolidado do exercício de 2013 (R$ 127.962 mil), houve aumento de 5,38% em relação ao ano anterior (R$ 121.432 mil).

O passivo circulante consolidado do exercício de 2013 (R$ 53.759 mil) obteve aumento da ordem de 37,29% em relação ao exercício de 2012 (R$ 39.158 mil). Nesse ponto a justificativa se refere ao dividendo mínimo obrigatório de 25% a ser repassado ao acionista, proveniente do lucro apurado em 2013, que totalizou o montante de R$ 8.658 mil.

Fonte: ACS Prefeitura Municipal de Poços de Caldas.

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!