- Publicidade -
16.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Poços vai receber dez médicos cubanos

- Publicidade -
Anúncio ocorreu em coletiva de imprensa, com a presença da secretária de administração, do prefeito e da primeira-dama.
Anúncio ocorreu em coletiva de imprensa, com a presença da secretária de administração, do prefeito e da primeira-dama, entre outros.

O prefeito Eloísio Lourenço anunciou, nesta terça-feira (22),  a vinda de dez médicos cubanos a Poços de Caldas. Os profissionais fazem parte do programa Mais Médicos, do governo federal.

Eles chegam amanhã e terão um período de 15 dias para adaptação. Cada um vai receber mensalmente R$10,4 mil do governo federal, com um investimento  de R$2,2 milhões ao ano. Além disso, a prefeitura paga R$1,5 mil por mês, para auxiliar em transporte, moradia e alimentação.

- Publicidade -

Atenção básica

Os médicos vão compor as equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e também do programa Melhor em Casa. A intenção do Executivo é reorganizar o atendimento básico para que as internações e atendimentos de emergência diminuam. “Quando conseguimos organizar e ter mais médicos nos bairros, imediatamente temos o reflexo na policlínica. Hoje, as pessoas que descem para a policlínica são aquelas que ou não tem atendimento do PSF ou não tiveram atendimento nas próprias unidades. Isso vai refletir também nas internações hospitalares”, explicou o prefeito. 

- Publicidade -

Cinco destes profissionais vão integrar equipes do programa Melhor em Casa, que também conta com enfermeiros e auxiliares de enfermagem. O objetivo é fazer o acompanhamento de pacientes que não precisam de internação.

Rejeição

- Advertisement -

Durante a entrevista coletiva, Eloísio disse que não teme a represália da classe médica ou dos políticos da oposição. Segundo o chefe do Executivo, a formação dos médicos cubanos é voltada para a atenção básica e o Mais Médicos tem alcançado aprovação da 70 a 80% nas cidades em que é implantado. “Para o que se destinam, são os melhores do mundo. Sabemos que os resultados serão excelentes. Estamos buscando que se tenha atendimento para a população que mais precisa. Não vejo a possibilidade de haver retaliação, no momento em que se tem um benefício desse”.

Os médicos cubanos se juntam a oito profissionais que chegaram no mês de março, por meio do Programa de Valorização da Atenção Básica (Provab). Entre os 11 médicos que estavam  no programa, três terminaram a residência e deixaram o projeto.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!