- Publicidade -
18.3 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Vereador questiona devolução de R$2,7 milhões devido à gestão do Instituto Sollus

- Publicidade -

Durante a sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (15), o vereador Flávio Faria (PT) solicitou ao Executivo informações sobre o pagamento de R$2,7 milhões ao governo estadual. O motivo é a gestão do Instituto Sollus, que ocorreu entre 2007 e 2009 e teria irregularidades.

O Instituto foi investigado pelo Ministério Público e condenado a devolver R$7 milhões à prefeitura de Poços de Caldas. Porém, uma auditoria realizada pela Secretaria de Estado de Saúde em 2009 concluiu que o Executivo deve devolver os quase três milhões. “É mais dinheiro que poderia ser investido na saúde de Poços de Caldas. Temos que cobrar do Executivo para que possa punir as pessoas que permitiram que isso ocorresse no nosso município”, disse o vereador.

- Publicidade -

Idosos

Ainda durante a sessão, o vereador Joaquim Alves (PMDB) fez um pedido de informações à prefeitura sobre a implantação de centros de referência para atendimento a idosos.  A ideia é permitir que os idosos passem o dia nestes locais e sejam levados para casa no fim da tarde.

- Publicidade -

A medida ajudaria os profissionais que precisam deixar de trabalhar para cuidar dos familiares idosos, além de se rimportante para a saúde dos participantes. “O idoso tem que ter esse acompanhamento do município através de geriatria e de um psicólogo, além de conviver com outras pessoas para melhorar sua autoestima”, informa o vereador.



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!