- Publicidade -
14.9 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

INB explica como será feito o descomissionamento de mina

- Publicidade -
Proprietário da empresa Brasil Ozônio explica processo de limpeza do lago.
Proprietário da empresa Brasil Ozônio explica como é feito o processo de limpeza da água.

Representantes das Indústrias Nucleares do Brasil (INB) participam da sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (10). O objetivo é responder à solicitação da vereadora Maria José Scassiotti (PSDB) feita no mês de setembro a respeito do descomissionamento da mina localizada na cidade de Caldas.

O descomissionamento será realizado em três etapas. Atualmente, está sendo feita a troca iônica, para retirada de urânio. Em seguida, serão implantadas a nanoinfiltração, que concentra metais pesados em volume menor, e a aplicação de ozônio, que é considerado um germicida natural.

- Publicidade -

Segundo o engenheiro químico da INB, Maurício Ribeiro, é um projeto a longo prazo. “O que for retirado da água pode ser aproveitado economicamente. A troca iônia está implantada, a nanoinfiltração está em processo de compra dos equipamentos e o ozônio está na fase de projeto”, explica.

A fase final começa em quatro meses e terá a duração de dois anos, de acordo com o proprietário da empresa Brasil Ozônio, Samy Menasce. O processo consiste na transformação do oxigênio presente no ar em ozônio. “É o mais potente germicida que existe na face da Terra. Mata todo e qualquer vírus, bactéria, fungo. É 100 vezes mais forte que o cloro e 100% natural”, conta o empresário.  O projeto recebeu R$9,6 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

- Publicidade -

Plano plurianual

Ainda será votado nessa sessão o Plano Plurianual, com o orçamento do Executivo para os próximos quatro anos. Porém, vereadores da oposição questionam a legalidade do plano. De acordo com a Lei Orgânica, o orçamento deve ser elaborado após uma audiência pública sobre o assunto. Porém, o evento não foi realizado. “Nós teremos uma segunda discussão e aquilo que a maioria decidir, estaremos respeitando”, diz o vereador Flávio Faria (PT).  

- Publicidade -

Troféus

Vereadora quer informações sobre registro de preços de mais de R$1 milhão.
Vereadora quer informações sobre registro de preços de mais de R$1 milhão.

A vereadora Maria José Scassiotti fez um pedido de informações sobre o pregão para registro de preços 187/13, para fornecimento de troféus para a secretaria municipal de Esportes, com valor de mais de R$1 milhão.  “Quero saber quais projetos que vão receber. É um valor bastante alto. Sabemos que muitas vezes são distribuídas muitas medalhas mas, como são projetos esportivos, tem os que ganham e os que perdem. É um dinheiro público que tem que ter a prestação de contas”.

O secretário municipal de Esportes, Albert Mareca, informou que  o registro de preços não significa que será gasto esse valor. Segundo Mareca, o valor anual para troféus de eventos municipais varia entre R$50 e R$60 mil. “É como as academias ao ar livre. É um valor desnecessário, mas vale para quatro anos e temos condições de ter preços bons para trabalhar”.



- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
- Publicidade - Laboratório Prognose
Veja também
- Publicidade -






Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!