- Publicidade -
17.1 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Físico discute relação entre ciência e fenômenos espíritas

- Publicidade -

O “XVI Encontro para estudo da ciência espírita” começou na sexta-feira (08) e segue até domingo (10), no Espaço Cultural da Urca. Para a noite deste sábado, está programada a palestra do físico e engenheiro nuclear, civil e mecânico Wladimyr Sanchez, com o tema “A saga do espírito humano na Terra”. Antes do início das atividades, foi possível conversar com o palestrante.

Wladimyr Sanchez é físico e engenheiro nuclear, civil e mecânico.
Wladimyr Sanchez é físico e engenheiro nuclear, civil e mecânico.

Leia a entrevista:

- Publicidade -

Poços Já – O espiritismo tem uma relação muito próxima com a ciência. Por que?

Wladimir – Muitos dos fenômenos espíritas, não todos, podem ser explicados pelas leis da ciência. A ciência tem leis, conceitos, que ajudam na explicação dos fenômenos.

- Publicidade -

Poços Já – Quais, por exemplo?

Wladimir – Reencarnação e mediunidade, que são os dois pilares básicos do espiritismo.

- Advertisement -

Poços Já – Como a ciência explica essas duas coisas?

Wladimir – Pela própria definição de espírito. (Allan) Kardec definia espírito como um ser inteligente. Nós somos os espíritos. Eu sou um espírito, você é um espírito se eu me comunico com você. Independentemente de estar encarnado ou desencarnado. Existe uma lei natural, que se chama Lei da Continuidade, outra lei que se chama Lei da Similaridade e a Lei da Complementalidade. Em qualquer lugar que esteja o espírito, ele pode se comunicar. Nós somos a prova disso, se nos comunicamos e somos espíritos. Se estivermos em outros lugares também poderemos nos comunicar, porque o processo de comunicação não é corporal, é mental. É o espírito que se comunica. Assim a ciência explica a comunicação.

Poços Já – E a respeito da reencarnação?

Wladimir – É mais simples ainda. Por exemplo, dentro do seu DNA você tem informações do seu pai. O seu pai vive dentro de você, o seu avô vive dentro do seu pai e dentro de você. E o seu bisavô também. Naturalmente, há uma ligação entre gerações sucessivas. Independentemente do seu avô estar morto, ele está dentro de você. Muitas das coisas do seu DNA você herdou dele e age como se ele estivesse agindo.

Poços Já – A física fala muito de vibração e há teorias de que essa seria a forma de comunicação entre os espíritos. Qual a importância disso na doutrina espírita?

Wladimir – Toda comunicação é vibratória, porque a comunicação se processa por meio de ondas, resultado da vibração de partículas de um átomo. Qualquer vibração produz uma onda, que transporta informação. O problema é saber interpretar a informação. Essa é a dificuldade.

Encontro é realizado no Espaço Cultural da Urca.
Encontro é realizado no Espaço Cultural da Urca.

Poços Já – E como interpretar?

Wladimir – É preciso ter códigos. Até 100 anos atrás, havia ondas de televisão soltas por aí, mas não eram interpretadas. Não tinha imagem, não tinha som. Elas não apareceram naquela época, já existiam. Faltava saber interpretá-las. Estão ali, esperando que alguém as decifre. Faz parte da evolução do ser humano.

Poços Já – Resumindo, a evolução da ciência pode contribuir tanto com a evolução espiritual como material?

Wladimir – Sem dúvida, afinal quem faz as ciências somos nós, os homens. Quanto mais evoluídos forem os homens, mais evoluída será a ciência.

Poços Já – Há um preconceito para que ciência e religiões se unam?

Wladimir – Isso é muito difícil, porque os conceitos de ciência e religião são totalmente diferentes. Não é simples juntar as duas coisas.

Poços Já – O espiritismo é considerado por muitos uma religião, outros consideram uma filosofia ou uma ciência. Qual a sua opinião?

Segundo (Allan) Kardec, é uma filosofia. O criador criou para ser uma filosofia.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!