- Publicidade -
15 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Atleta revelado pela Caldense é cotado para NBA

- Publicidade -
Raulzinho pode jogar na NBA
Raulzinho pode jogar na NBA

Durante o último final de semana, a Associação Atlética Caldense recebeu um dos maiores destaques esportivos da cidade nos últimos anos. Raul Togni Neto, Raulzinho, treinou nas dependências do clube ao lado de seu pai, enquanto aguarda o resultado do Draft da NBA (Liga Norte-americana de Basquete). Ele tem grande chance de ser selecionado para atuar no maior no campeonato de basquete do mundo.

Raulzinho é filho de Raul, ex-atleta da Caldense e treinador que comandou o time do Minas Tênis Clube na última temporada da NBB (Novo Basquete Brasil), principal liga do país. Raul, que chegou a abrir mão de convocações da seleção principal do país por causa do nascimento de Raulzinho, agora poderá ver seu filho jogando ao lado das maiores estrelas do esporte.

- Publicidade -

Hoje com 21 anos, Raulzinho iniciou como atleta na Caldense quando tinha apenas 8 anos de idade. Aprendeu os fundamentos com o técnico Júlio César de Freitas e três anos depois se transferiu para a cidade de Bauru, onde seu pai era jogador. Posteriormente, já com 15 anos, se transferiu para o Minas Tênis Clube de Belo Horizonte, clube que defendeu por quatro temporadas, e atualmente atua no basquete espanhol pelo time Lagun Aro de San Sebastian. Raul Neto, como é conhecido na Espanha, vestiu a camisa de várias seleções brasileiras de base e esteve com a  Seleção Brasileira nas Olímpiadas de Londres em 2012. “A Caldense foi onde eu dei meus primeiros passos e aprendi as bases que me fizeram tornar o atleta que sou hoje. Sem o aprendizado que tive no clube eu não teria a oportunidade de defender o país nas Olimpíadas e muito menos de ser cotato para NBA”, disse o atleta.

Terminada a temporada do basquete espanhol neste ano, Raulzinho foi treinar na cidade de Los Angeles, onde pode ser observado de perto por “olheiros” da NBA, e teve seu nome incluído no draf. O draft da NBA é uma seleção de atletas que não atuam na liga e podem ser escolhidos  pelos times de forma alternada. Geralmente os times de pior desempenho na última temporada tem a prioridade de escolher primeiro seus jogadores. O atleta está confiante na sua escolha nesta seleção que acontece na próxima quinta-feira (27). “O máximo da carreira de um jogador de basquete é atuar na NBA. Treinei muito pra isso e estou confiante na minha escolha entre os 60 atletas do draft”, finalizou Raulzinho.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!