- Publicidade -
15.8 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Prefeito e secretária de saúde falam sobre H1N1

- Publicidade -
De acordo com o prefeito, nenhum caso de H1N1 foi confirmado
De acordo com o prefeito, nenhum caso de H1N1 foi confirmado

Na tarde desta quarta-feira, 05, o prefeito Eloísio do Carmo Lourenço, o vice-prefeito Nizar El Khatib e a secretária de saúde Aparecida Linhares Pimenta promoveram uma entrevista coletiva a respeito da gripe H1N1 em Poços de Caldas. O prefeito começou lendo uma nota oficial. O texto diz que “não existe nenhum caso de H1N1 em nossa cidade comprovado laboratorialmente.” Porém, doze casos suspeitos estão sendo acompanhados pela secretaria de saúde.

Menino de três anos

- Publicidade -

Sobre o  caso do menino de três anos que foi internado na cidade paulista de Vargem Grande do Sul após ser atendido na policlínica, a justificativa é de que o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde foi seguido. “Foi passado o Tamiflu porque ele teve contato com pessoa que tinha suspeita.  O prontuário foi analisado na policlínica e o procedimento foi correto”, disse o prefeito. A criança teve alta ontem e já está de volta a Poços de Caldas.

A avó do menino morreu dia 25 de maio com síndrome respiratória aguda grave, que pode caracterizar a gripe H1N1. Porém, o exame necessário para o diagnóstico não foi feito. A irmã dela, que também apresentava sintomas, fez o exame e o resultado foi negativo.

- Publicidade -
Secretária de saúde explica as mudanças na orientação do Ministério da Saúde
Secretária de saúde explica as mudanças na orientação do Ministério da Saúde

Kits para exame

Segundo o prefeito, Poços de Caldas tem os kits para o exame swab de orofaringe, que detecta a presença do vírus. Porém, o procedimento não é obrigatório, de acordo com a orientação do Ministério da Saúde.  “Nesse ano de 2013, a orientação é de tratar e notificar síndrome respiratória aguda grave. Não há a obrigatoriedade, como nos anos anteriores, de fazer a coleta do material da orofaringe para confirmar se é H1N1, porque hoje esse vírus é circulante”, explica a secretária de saúde.

- Publicidade -

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!