- Publicidade -
24.5 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Menino com suspeita de H1N1 não consegue tratamento em Poços

- Publicidade -
A avó do menino morreu no final de maio
A avó do menino morreu no final de maio

Mais um caso de suspeita de H1N1 em Poços de Caldas. Desta vez, se trata do neto da manicure Rosângela Maria Fabiano Moreira, que morreu dia 25 de maio com os mesmos sintomas. O menino, de três anos, teve que ser levado para a cidade paulista de Vargem Grande do  Sul.

A criança foi consultada em um hospital particular na madrugada de sábado para domingo e recebeu uma receita de dipirona. Os familiares, preocupados com a possibilidade de gripe A, decidiram levá-lo à policlínica. De acordo com a tia do menino, Marília Moreira, foi receitado o antiviral Tamiflu. Porém, não houve internação.

- Publicidade -

Desde então, o menino continuou apresentando sintomas como tosse e febre alta. Em busca de internação, a família foi para São João da Boa Vista, onde também não conseguiu atendimento. Apenas em Vargem Grande do Sul, na tarde desta segunda-feira, 02, a criança foi internada. A tia conta que o paciente foi isolado e que foram feitos exames para identificação do vírus. “É vergonhoso sair de Poços para ter que ser atendido em Vargem. Já erraram com a minha mãe e, não contentes, erraram de novo com o meu sobrinho.”

O Poços Já entrou em contato com a secretária de saúde Aparecida Linhares Pimenta. Ela não conhecia o caso, disse que iria verificar o que aconteceu e que durante a tarde se pronunciaria a respeito. Porém, a secretária se recusou a falar novamente sobre o assunto.

- Publicidade -

 

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!