- Publicidade -
17.7 C
Poços de Caldas

- Publicidade -

Suspeito confessa crime contra engenheiro

- Publicidade -
Fernando Oliveira Miguel usava nomes falsos para fugir da polícia
Fernando Oliveira Miguel usava nomes falsos para fugir da polícia

Está preso Fernando Oliveira Miguel, que confessou matar o engenheiro químico João Gabriel Carmargos, 25, durante assalto a um ônibus na rodovia BR-381. Ele foi capturado pela Polícia Militar do Paraná ao tentar outro assalto a ônibus, dia 29 de março, na cidade de Jaguaraíva . Assim que foi identificado, confessou o crime e disse que” foi sem querer”. Fernando possui diversas passagens pela polícia e utilizava nomes falsos. Em Minas, era procurado como Paulo Monteiro da Silva. O delegado Ailton Pereira, responsável pela investigação, divulgou a prisão na Assembléia Legislativa de Minas Gerais, ao discutir os casos de violência nas estradas, na Comissão de Segurança Pública.

Fernando, da cidade de São Paulo, foi identificado por meio de um retrato falado de acordo com a descrição feita pelas testemunhas do crime.  O delegado Ailton informou ao Poços Já, por telefone, que Fernando se identificou como Isaías Conceição da Silva após a prisão.

- Publicidade -

Ele já havia cometido um latrocínio com esquartejamento da vítima, na cidade de São Paulo. E foi preso em 2006, na cidade de Três Corações, também por assalto a mão armada. O delegado ainda contou que a série de assaltos continuou após o crime em Perdões. “Fiz uma escalada criminosa dele. Depois de Perdões, ele cometeu 13 assaltos.”, explica. Agora, a polícia civil investiga se Fernando age sozinho ou faz parte de uma quadrilha. Fernando será transferido para Belo Horizonte. Assim que o inquérito for concluído, será encaminhado à justiça.

O crime

- Publicidade -

O engenheiro foi baleado durante um assalto na madrugada do dia 9 de março, em um ônibus que saiu de Poços de Caldas rumo a Belo Horizonte. João Gabriel estava com a namorada Athena Chaves, que iria comemorar o aniversário com a família. Após uma parada em Perdões, um dos passageiros anunciou o assalto. Ao passar pelo casal, o assaltante efetuou três disparos. O terceiro acertou a cabeça do rapaz. O motivo não está claro. Segundo testemunhas, ele pode ter se irritado por tropeçar no pé de João Gabriel, ou se assustado com o movimento feito para entregar o celular. O criminoso desembarcou do ônibus e ameaçou o motorista dizendo que havia um comparsa no veículo, para evitar que a polícia fosse acionada.

Veja também
- Publicidade -












Mais do Poços Já
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
Don`t copy text!